Fotos: Renan Olaz/CMRJ

O vereador do Rio, ex-prefeito de Nova Iguaçu e ex-senador da República, Lindbergh Farias (PT), deve ser candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro em 2022, e com tudo para ser um dos puxadores. A informação é do Radar/Veja.

Lindbergh bem que gostaria de ser candidato ao Senado, vaga que ocupou entre 2011 e 2019, mas não conseguiu ser reeleito graças ao trator conservador que elegeu no Rio de Janeiro Arolde de Oliveira (PSD) e Flavio Bolsonaro (Patriotas). O petista obteve 1.419.676 votos, bem abaixo dos 4.213.749 votos de 2010.

O atual vereador até aparece bem na FSB Pesquisa de julho, tem 15% das intenções de votos. Em um empate técnico com Romário (PL), 19%, e Alessandro Molon (PSB), 17%, e bem na frente do presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), que fez 3%. Molon, Ceciliano e Lindbergh devem fazer parte da chapa que apoiará a candidatura de MarceloFreixo (PSB) como candidato a governador do Rio de Janeiro em 2022.

Ao Radar, Lindbergh negou que “seja carta fora do baralho. Segundo ele, o partido estaria “observando” o cenário político antes de bater o martelo e haveria outros nomes em discussão para a disputa ao Senado, como o da deputada federal Benedita da Silva“.

Estou me preparando para ser candidato a deputado federal, mas não descarto a disputa para o Senado, não. Vamos ver, muita coisa para acontecer ainda”, disse ele.

O PT quer, diz a Veja, “colocar um político que tenha força de articulação sobretudo na Baixada e no interior do Rio, justamente para garantir uma plataforma mais sólida de apoio a Lula em sua tentativa de se eleger pela terceira vez presidente da República“.

Lindbergh, apesar de uma má votação para vereador, tem tudo para ser um dos candidatos a deputado federal mais votado do Rio de Janeiro. Outro nome provável do PT a tentar a Câmara Federal é a jovem Tainá De Paula, que tem feito um excelente trabalho como vereadora. Ela tem tudo para ser eleita, a chance de abrir duas vagas de suplente do PT na Câmara de Vereadores do Rio é grande, subindo a ex-vereadora Luciana Novaes e Elika Takinomoto.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui