Pedágio da Linha Amarela - Foto: Reprodução/Internet

O pedágio da Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro, voltou a ser cobrado nesta sexta-feira (09/04). A partir de agora, durante 3 meses, o valor a ser pago pelos motoristas de carros de passeio que passam pelo local será de R$ 4. Já as motos continuam sem precisar pagar nada.

A decisão pela cobrança no valor de R$ 4 partiu do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, após audiência de conciliação entre a Prefeitura do Rio e a Lamsa, concessionária que administra a via, na última segunda-feira (05/04).

Agora, o Poder Executivo Municipal e a Lamsa devem chegar a um valor consensual para a cobrança do pedágio. Enquanto a Prefeitura deseja R$ 3, a concessionária preiteia R$ 7,20.

Mostrando confiança, Eduardo Paes diz acreditar que será fixado o valor desejado pela Prefeitura. ”Será realizada uma perícia judicial para definição do valor correto da via em um prazo de 90 dias. Temos a certeza de q o valor de R$ 3 proposto pela Prefeitura irá prevalecer”, publicou nas redes sociais.

A Linha Amarela passou a ser administrada pela Prefeitura do Rio em setembro do ano passado. No dia 03 de março de 2021, porém, uma decisão do STF suspendeu a encampação por parte do Poder Executivo Municipal até que se haja uma análise definitiva por parte da Corte e o controle da via voltou para a Lamsa. O caso segue na Justiça.

2 COMENTÁRIOS

  1. O Diário do Rio deveria fazer favor ao povo desse Município de e fazer matéria sobre a constitucionalidade desse pedágio vergonhoso.
    Inclusive, tem uma matéria de um leitor que explica até a inconstitucionalidade.
    Seria um favor ao povo dessa Cidade

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui