Foto: Divulgação

Idealizado pela atriz Raquel Penner, o espetáculo “Cora do Rio Vermelho” realizou quatro apresentações virtuais sobre a obra de Cora Coralina. Encerrando as atividades, o neto da poetisa e contista entra em cena para levar ao público uma imersão sobre a vida e obra de Cora.

“Cora do Rio Vermelho” é o primeiro trabalho solo da atriz Raquel Penner, que idealizou o espetáculo a partir da pesquisa e do mergulho na obra e na vida da poetisa, contista e doceira goiana, Cora Coralina.

Com direção de Isaac Bernat, o espetáculo aprovado no edital da Retomada Cultural da Lei Aldir Blanc/RJ foi pensado como uma nova linguagem, em formato híbrido que une o teatro e o audiovisual, por conta do cenário pandêmico que vive o nosso país.

Com dramaturgia de Leonardo Simões a partir da obra de Cora e do caderno de ideias de Raquel, esse encontro leva para o palco o universo feminino, a força e a alma da mulher, sobretudo da mulher brasileira e suas raízes.

A dramaturgia do espetáculo reúne diversos poemas dos livros “Vintém de cobre – meias confissões de Aninha”; “Meu Livro de Cordel”; “Villa Boa de Goyaz”; e “Poemas dos becos de Goiás e estórias mais”.

Raquel dá passagem às palavras de Cora Coralina, levando para o público um espetáculo forte e delicado, assim como era a escrita da poetisa. A atriz se torna uma contadora de histórias atravessada pelo amor e pela total entrega que Cora dedicou a sua tradição e a sua gente.

Cora Coralina foi uma mulher múltipla e libertária. Removeu pedras e abriu caminhos para outras mulheres. Escreveu sobre a sua cidade, sobre os lugares onde morou, o seu povo e a natureza que observava. E escrevendo sobre a sua terra, ela conseguiu traduzir todo o Brasil, transformando em poesia, tudo o que via” , destacou Raquel.

Serviço:
29/03 – Live extra com Rubio Tahan, neto da Cora Coralina
Instragram: @coradoriovermelho
Horário: 19h
Sessão extra às 20h
Apresentações gratuitas
Link do YouTube

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui