Delírio Tropical da Assembleia

Quem passa pela Rua da Assembleia as 18.30 nem imagina que está em um dos metros quadrados mais valorizados do Rio de Janeiro tamanha é a sujeira deixada pelo restaurante Delírio Tropical. Quem faz fila no horário do almoço não deve imaginar que tudo aquilo vem de uma cadeia de restaurantes que vende a ideia de ser saudável.

O Delírio Tropical tem há anos colocado o seu lixo para fora no horário que se sai do trabalho fazendo com que os pedestres caminhem no meio de sacos de lixo e possam escorregar no chorume deixado pelos restos de comida, como foi o caso de Nely Vidinha, este e outros comentários podem ser vistos neste post na página do Diário do Rio no Facebook. Sendo motivo de reclamação de todos os prédios no entorno, como o Assembleia 36, 38 e 40, mas nada foi feito até hoje pelo restaurante.

Para completar a porcaria, no fim do dia os funcionários jogam o lixo no chão e com a água empurram tudo para a calçada. Uma completa falta de respeito com os cariocas! E, novamente pelo Facebook, não é problema apenas da filial da Assembleia, o Delírio Tropical faz o mesmo em sua filial na Rua Santa Luzia.

E não dá para culpar a Comlurb, já que outros restaurantes no mesmo quarteirão não fazem o mesmo de deixar os seus restos tão cedo na rua. Ainda mais porque a coleta é feita por uma empresa particular e não pela Prefeitura do Rio, seria de esperar mais atenção então, não é?

A situação na minha opinião ainda é pior quando se pensa que um dos sócios do Delírio é o treinador de vôlei e pré candidato a governador pelo PSDB, Bernardinho. Se é assim que ele trata as ruas e a limpeza pública como empresário imagine como governante de nosso estado? Um péssimo exemplo que dá o tucano!

Bem, depois disso eu que não tenho mais coragem de comer no Delírio Tropical, sei lá como é a cozinha deles. E você ?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui