O deputado federal Luiz Lima (PSL), candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro, visitou a Associação Filantrópica Arte Salva Vidas, na Zona Portuária do Rio, atrás do Cemitério do Caju, na manhã deste sábado (17/10). A ONG atende mensalmente 200 pessoas, entre jovens e crianças, oferecendo esportes, aulas de inglês e programas de segurança alimentar para as comunidades São Sebastião, 950, Chatuba, Parque da Alegria, Parque Nossa Senhora da Penha (Manilha) e Quinta do Caju, entre outras. A região da Zona Portuária está entre os mais baixos IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) do Rio e entre as 8 Regiões Administrativas das 33 da cidade com menor Índice de Progresso Social, medido pelo Instituto Pereira Passos. Professor de Educação Física e ex-atleta olímpico, Luiz diz que a Prefeitura deve ser parceira desses projetos sociais e precisa garantir que os recursos do município sejam bem aplicados, tanto em saúde quanto em educação, para que cheguem de fato à população.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Durante a visita, Luiz falou com as crianças e pais, contando sua trajetória como atleta, que participou de duas Olimpíadas ( Atlanta-1996 e Sydney-2000). Entre tantas crianças, conheceu um xará, o menino Luiz, de 8 anos, que mora só com a mãe e “muitos” irmãos, e ainda não sabe escrever o nome dela. “O município está passando por um momento muito difícil, de caos financeiro, onde não se tem dinheiro para praticamente nada, nem para pagamento dos funcionários. A gente vai ter um desafio muito grande que é trazer transparência, honestidade e vontade de fazer a coisa certa. Mais, que todo recurso disponível da prefeitura seja bem aplicado, para que uma criança aos 8 anos consiga ler e escrever”, disse o candidato do PSL.

Somente durante o período mais agudo da pandemia, foram atendidas no Arte Salva Vidas mais de 6 mil pessoas, através da doação de cestas básicas, kits de higiene e água, entre outros. O projeto foi criado por Aldari Marques da Silva, após descobrir um câncer em 2012. “Fiz uma promessa para Deus: ele cuidava de mim e eu cuidava das pessoas. O Caju tem comunidades abaixo da linha da miséria. São 36 mil habitantes à própria sorte porque poder público não chega aqui”, conta ela, completando que tem como meta criar uma estrutura para cursos profissionalizantes, capacitação, e mais esportes e educação.

A empreendedora explica que resolveu receber o candidato do PSL justamente por ele entender o esporte como um dos pilares da educação. “Ele é professor de natação, esportista, ninguém que faz esporte é um campeão por acaso. Tem que se superar para ser um campeão. A gente sente que ele só quer fazer o bem e vai ser ativo, ajudando os mais necessitados”, conta a tia Aldari, como é chamada pelas crianças do projeto.

Entre os planos de governo de Luiz Lima à frente da Prefeitura do Rio está o Projeto Clube Escolar, que propõe a escola como vetor da política pública aliando esporte e educação, incentivando a implementação de um sistema esportivo educacional, com participação das federações esportivas, escolas, governo, terceiro setor, sociedade civil organizada e comunidades. E as atividades esportivas já desenvolvidas pelos atores comunitários poderão ser realizadas nas escolas no seu contraturno, bem como em espaços públicos, vilas olímpicas, áreas de lazer e espaços privados. Luiz quer incentivar o conhecimento dos alunos sobre as profissões do esporte e competições como o Intercolegial, gerando ainda uma revelação de talentos através do Projeto Celeiro de Craques.

O Rio é uma cidade de contrastes, mas de oportunidade. A gente vê empreendedorismo, vontade de trabalhar nessas comunidades, como aqui atrás do cemitério do Caju. Vejo como mudar, e a vontade passa por várias Aldaris, que fazem a diferença. Mas a prefeitura precisa cuidar da saúde da região, da escola da região, promover o empreendedorismo, trazendo ordem e a possibilidade de atrair empresas que vão gerar renda e emprego. É claro que assim a qualidade de vida dessas pessoas vai melhorar”, acredita Luiz Lima.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui