Mãe e prima de Monique Medeiros são assaltadas em frente a presídio em Bangu

Elas aguardavam a soltura da mãe de Henry Borel dentro de um carro , quando um homem passou e roubou os celulares das vítimas

Monique Medeiros (Foto: Ana Branco)

A mãe, Rosângela, e uma prima de Monique Medeiros foram roubadas neste sábado (27/08) em frente ao Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

Elas aguardavam a soltura da mãe de Henry Borel dentro de um carro , quando um homem passou e tomou o celular das mãos da prima de Monique e fugiu de bicicleta.

As duas mulheres foram até uma delegacia registrar queixa do roubo, e depois voltaram para a frente do presídio para seguir aguardando a soltura da parente.

Na sexta-feira (26/08), o ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), revogou a prisão preventiva de Monique Medeiros, ré pela morte do filho Henry Borel. Ela responderá ao processo em liberdade.

Na decisão, que deferiu o pedido de habeas corpus feito pela defesa de Monique, o magistrado afirma ausência de “fundamentos idôneos e suficientes que justifiquem a manutenção da custódia cautelar da paciente”.

Monique Medeiros é acusada pela morte do seu filho, Henry Borel, ocorrida no Rio de Janeiro em março de 2021.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. 22 de novembro de 2004 – há quase vinte anos o César Maia tirou o presídio de Bangu – mas as aulas de Geografia não ensinam mais a disciplina ‘bairros do Rio”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui