Dos roubos de celulares que foram registrados na cidade do Rio de Janeiro em 2020, 51% se deram na Zona Norte da cidade, aponta um levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP).

No ano passado, foram 8878 registros de roubos de celulares na cidade do Rio de Janeiro. Um número abaixo do normal, muito por conta do isolamento social praticado pela população devido à pandemia causada pelo Coronavírus.

O gráfico a seguir, elaborado pelo Instituto Rio21, mostra que ao longo do tempo, houve certo aumento no percentual de casos registrados na Zona Oeste.

Percentual do total de roubos por ano e região da cidade. Fonte: Instituto de Segurança Pública. Elaboração: Instituto Rio21

Enquanto roubos acontecem predominantemente na Zona Norte, os casos de furtos são mais bem distribuídos entre as regiões da capital. Nenhuma área domina as ocorrências de furtos.

Percentual do total de furtos por ano e região da cidade. Fonte: Instituto de Segurança Pública. Elaboração: Instituto Rio21

No ano de 2020, a delegacia que mais registrou roubos de celulares foi a 34ª DP, localizada em Bangu. Dentre as 10 delegacias que mais registraram casos de roubo, 5 estão na Zona Norte, 4 na Zona Oeste e 1 no Centro.

Casos registrados de roubos de celulares em 2020 por delegacia. Fonte: Instituto de Segurança Pública. Elaboração: Instituto RIO21

A delegacia que mais registrou furtos de celulares em 2020 foi a 16ª DP, localizada na Barra da Tijuca, com 741 casos. Dentre as top 10 delegacias com mais registros de furtos, há uma grande presença de delegacias localizadas no Centro e na Zona Sul.

Casos registrados de furtos de celulares em 2020 por delegacia. Fonte: Instituto de Segurança Pública. Elaboração: Instituto RIO21

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui