Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

De acordo com os dados do Cadastro Único (CadÚnico) de abril, analisados pelo Instituto Rio21, no estado do Rio de Janeiro são mais de 2,5 milhões de pessoas estão em situação de extrema pobreza. Em comparação, quase meio milhão se encontram em situação de pobreza. O DIÁRIO DO RIO fez uma série de matérias sobre este problema.

São consideradas pessoas nesta situação as que têm renda per capita de até R$ 89.

Quantidade de pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza. Fonte: CadÚnico. Elaboração: Instituto Rio2

Ao analisar a série histórica, que tem início em 2014, a taxa média anual de crescimento da população em situação de extrema pobreza atingiu seu auge em 2019. O aumento foi de 6,8% em relação ao ano anterior. Em contraste, seu mínimo foi alcançado em 2015, quando reduziu 10,5% em relação ao ano anterior.

Taxa média anual de crescimento da população em situação de pobreza e extrema pobreza. Fonte: CadÚnico. Elaboração: Instituto Rio21

Por sua vez, a taxa média anual de crescimento da população em situação de pobreza manteve uma tendência de declínio. Desde 2014, a quantidade de pessoas em situação de pobreza apenas caí. Até o momento, a maior queda foi presenciada em 2015, quando a redução em relação ao ano anterior foi de 19,4%.

São 15.604 pessoas a cada 100 mil habitantes do estado do Rio vivendo em situação de extrema pobreza. Apesar dos números alarmantes, o RJ está abaixo da média nacional. Nesta média são 19.221 brasileiros a cada 100 mil habitantes que estão nesta situação.

Taxa de pessoas em situação de extrema pobreza a cada 100 mil habitantes em abril. Fonte: CadÚnico. Elaboração: Instituto Rio21

De modo semelhante, a taxa de pessoas em situação de pobreza do Rio de Janeiro também é menor que do Brasil. O índice nacional nesse caso é de 4.003 indivíduos a cada 100 mil habitantes. Já o do Rio é de 2.765 indivíduos a cada 100 mil habitantes, apresentando uma das menores taxas do país, perdendo apenas para Santa Catarina e o Distrito Federal.

Taxa de pessoas em situação de pobreza a cada 100 mil habitantes em abril. Fonte: CadÚnico. Elaboração: Instituto Rio21.

1 COMENTÁRIO

  1. Essa taxa de extrema pobreza talvez não tenha levado em conta a população do interior, principalmente as do Norte e Noroeste Fluminense!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui