A Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio, com o apoio da Polícia Militar Ambiental, demoliu, nesta quarta-feira (28/07), mais um grande loteamento irregular para construção de casas de luxo em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

Foram constatados diversos danos ambientais decorrentes de obras para implantação do loteamento clandestino, que fica na zona de amortecimento do Parque Estadual da Pedra Branca.

Com 35 mil metros quadrados, o local já estava em ritmo acelerado de obras, com arruamento, muros e postes de iluminação.

“Fiscais da Coordenadoria Geral de Defesa Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente estão realizando voos semanais de helicóptero com o objetivo de monitorar as áreas que estão sendo desmatadas e loteadas de forma ilegal. Seguiremos coibindo toda forma de destruição do Meio Ambiente na Cidade”, afirma Eduardo Cavaliere, secretário de Meio Ambiente.

A Zona Oeste do Rio é alvo constante de agressões ao meio ambiente com a retirada da vegetação nativa para construções ilegais. Por esta razão, a região tem sido alvo prioritário das ações de combate a crimes ambientais pela pasta. Desde o início do ano, foram realizadas mais de 50 ações de demolições em condomínios clandestinos.

Na última segunda-feira (26), outro grande condomínio ilegal em Guaratiba também foi demolido. Na ocasião, uma escavadeira hidráulica foi apreendida e utilizada pelos fiscais para derrubar os postes, guarita e arruamentos da construção irregular.

1 COMENTÁRIO

  1. Poderiam aproveitar e investigar as obras de condomínios no centro de Campo Grande. Uma área enorme considerada área de proteção ambiental devastada por conta da milícia. Dia sim dia não, de sol a sol, o bate estaca canta solto e ninguém faz nada. O que não falta naquela área é vereador eleito.
    Por quê não tomam uma atitude contra essa patifaria? Ou será que eles também estão lucrando com isso?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui