Manifestantes realizaram carreata na Avenida Dezoito do Forte em Cabo Frio. Reprodução de Vídeo

Uma carreata com centenas de carros percorreu a Avenida Dezoito do Forte, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, no fim da tarde de quinta-feira (26/08). A manifestação pedia a soltura do empresário e dono da GAS Consultoria Bitcoin, Glaidson Acácio dos Santos, que foi preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira (25).

De acordo com PF, Glaidson é acusado de realizar fraudes bilionárias envolvendo criptomoedas. Inconformados com as acusações envolvendo o proprietário da GAS, manifestantes seguravam faixas com a frase “Gratidão a G.A.S, mudou a vida das nossas famílias”. Já os ocupantes dos veículos levantavam cartazes com a frase: “Solte nosso faraó”. Segundo informou o portal Plantão Enfoco.

O ato teve repercussão nas redes sociais, onde internautas postam vídeos do protesto; veja um das postagens:

Acabou o G.A.S

De acordo com a PF, a empresa que era investigada há aproximadamente de dois anos prometia rendimentos de 10% fixos ao mês, com a captação de clientes em sistemas de marketing multinível e promessas altas — esquema com características de pirâmide financeira, segundo a polícia.

O empresário foi encontrado em uma mansão de luxo em Itanhangá, Zona Oeste do Rio. Os policiais ficaram surpresos com o montante de dinheiro em espécie encontrado, que contava com cédulas de real, euro e dólar, além de milhões em Bitcoin apreendidos, barras de ouro, equipamentos eletrônicos e carros de luxo.

A PF chegou a divulgar que no dia da prisão do empresário, R$ 7 milhões foram apreendidos em um helicóptero que partia de Búzios para São Paulo, quantia da empresa de Glaidson. Na ocasião, a polícia afirmou que um casal carregava uma mala com o montante dizendo que trabalhava para uma empresa de criptomoedas sediada em Cabo Frio.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui