O Rio de Janeiro ganhou mais 2 novos prefeitáveis. O primeiro é o deputado federal Marcelo Calero (PPS), que, de acordo com o Informe O Dia, tem conversado com seu partido, o PPS, sobre a possibilidade de concorrer à Prefeitura do Rio.

Em 2018, inclusive, seu nome chegou a ser ventilado como um dos prováveis candidatos a sucessão de Pezão. Na época era um desejo da REDE aqui do Rio, mesmo Calero sendo do PPS, já que o perfil jovem e ético dele ajudaria muito a candidatura de Marina Silva. Entretanto, ele preferiu a candidatura vitoriosa a deputado federal.

Calero, para quem não lembra, foi secretário de Cultura de Eduardo Paes e ministro da Cultura de Temer. E foi aí que ele ficou famoso nacionalmente ao acusar o então Ministro Geddel Vieira de pressioná-lo para liberar uma obra em Salvador e gravar o presidente. Logo depois o agora deputado pediu demissão e Geddel, como sabem, está preso.

Já o outro nome é da deputada estadual Alana Passos (PSL), ela teria dito
durante uma briga com seu colega de ALERJ e partido Alexandre Knoploch, que será a candidata à Prefeitura do Rio com apoio do presidente. Lembrando que Alana e Jair Bolsonaro (PSL) são amigos.

Entretanto, a deputada Passos terá de bater chapa com Rodrigo Amorim (PSL), que também quer a cadeira de Marcelo Crivella. Sem esquecer, que ambos vão disputar o mesmo voto do atual prefeito e do potencial candidato do governador Wilson Witzel (PSC).

E quanto a Crivella? Falei em Papo com Quintino que, por enquanto, ele ainda é o favorito em 2020:

4 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui