Na aridez de caras novas até o momento para a disputa a governador do estado do Rio de Janeiro em 2022, surge um nome forte fora do radar. O empresário Marcos Capute, presidente da Fundação Educacional Severino Sombra, que rege, entre outras instituições, a Universidade de Vassouras e o Hospital de Vassouras, acaba de confirmar que pretende concorrer.

A amigos, Capute tem confidenciado que estuda a melhor via, o melhor partido para ingressar. O empresário é um enormíssimo líder na região sul-fluminense, onde mantém ótima relação com todos os prefeitos.

Do ponto de vista de gestão, Capute tem o que mostrar. Pegou a antiga Universidade Severino Sombra em frangalhos e transformou-a numa das maiores instituições de ensino do Brasil, notadamente o prestigioso curso de medicina, assim como o hospital da cidade, uma referência nacional.

Engenheiro de formação, Capute construiu sua carreira em torno da educação e da saúde. Todas as instituições sob sua tutela que se espalharam pelo estado do Rio mantêm um nível de excelência de entrega.

Em Vassouras, onde mora, vem transformando a cidade mesmo fora da política. Dois anos atrás inaugurou o Centro de Convenções General Sombra, em mais de 5.000 metros quadrados e com capacidade para receber até 4.000 pessoas.

Capute passou boa parte de sua vida na Petrobras, onde começou como engenheiro elétrico em 1979. Foi secretário de Desenvolvimento Econômico na gestão de Pezão e participou ativamente do desenvolvimento da região.

Ao se anunciar pré-candidato a governador, Capute mexe com o jogo político, visto que alguns prefeitos da região já haviam se comprometido com o apoio a Cláudio Castro.

Sua entrada em cena bota o xadrez para quebrar a cabeça. O empresário está conversando com alguns partidos. Os poucos que sobraram na ampla aliança montada por Castro.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui