Martha Rocha lança pré-candidatura a prefeita do Rio em 2020 pelo PDT

Equipe de campanha da Delegada Martha Rocha realizou pedido com urgência

A deputada estadual, Delegada Martha Rocha, lançou na tarde desta terça-feira, 2/6, sua pré-candidatura a prefeitura do Rio em 2020. Bem, pré apenas por causa da legislação, já que não outro pré-candidato pelo antigo partido de Brizola, ela é efetivamente a candidata.

Há muito que seu nome era dado como certo, inclusive sendo ventilado que seu vice poderia vir do PSB de Alessandro Molon, em uma aliança da centro-esquerda. A delegada vem pontuando bem nas pesquisas eleitorais, na pesquisa do Instituto VER, publicada esta semana, ela chegou a pontuar 6,8%, atrás apenas de Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos).

Martha Rocha deve bater no discurso de honestidade e firmeza contra a corrupção. Por outro lado, seus adversários vão bater no fato que ela foi chefe da Polícia Civil bem na gestão do ex-governador e atual presidiário, Sérgio Cabral. Em 2015 também votou pela nomeação de Domingos Brazão para o Tribunal de Contas do Estado.

Ela está em seu 2º mandato como deputada estadual, foi eleita em 2014 pelo PSD, passou pelo PSB e em 2018 foi reeleita pelo PDT. Inclusive conta com o apoio total e irrestrito do presidenciável Ciro Gomes (PDT).

5 COMENTÁRIOS

  1. Sua história como policial defendeu causas que eram negligenciadas pela polícia, como o combate à violência contra mulher, lutou internamente e se destacou. Agora resta saber se uma policial se distancia da milícia, ai que pesa o voto a favor do Brasão, se ela provar que não é a favor dessa bandidagem, pensaria em votar nela.

  2. Não sei em quem votar para prefeito no Rio de Janeiro. Muitos pre-candidatos… será que todos estão aptos? Todos ficha limpa? Nenhum investigado por corrupção? A pesquisa aponta o ex prefeito Eduardo Paes como um possível vencedor, mas pelo que tenho acompanhado nos jornais… será que vale a pena arriscar? A Benedita, na minha opinião nem deveria concorrer. PT nunca mais! Chega de corrupção.

  3. Chegou à chefia da Polícia Civil em 2011
    No segundo mandato de Cabral (que ficou de 2007 até 2014)
    Não foi capaz de identificar nenhum comportamento criminoso nem no Governador nem na Primeira Dama e na equipe de Governo (?)
    Teve que a Polícia Federal vir prender Sérgio Cabral (?)
    Muito difícil (hein!?)

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui