Placa na entrada de uma escola municipal do Rio de Janeiro
Foto: Andrevuas

A matrícula dos novos alunos para a Pré-escola, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos começa nesta quinta-feira, dia 16/1, e vai até o dia 21/1. Os candidatos devem acessar o site matricula.rio e escolher a unidade escolar de preferência que possua a vaga pretendida. O site indicará o dia útil seguinte para comparecimento na escola escolhida para confirmação da matrícula.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Caso o candidato nunca tenha estudado e esteja fora da idade para o ano escolar, será necessário selecionar no site um polo de avaliação localizado na região onde pretende estudar. O candidato precisa comparecer no dia, horário e local agendado pelo site para realizar uma avaliação com equipe da Coordenadoria Regional de Educação (CRE). A avaliação garante melhor atendimento escolar ao futuro aluno.

Ao final do atendimento o responsável irá selecionar, junto com o avaliador, a escola de sua preferência e que atenda às necessidades do aluno de acordo com a avaliação realizada. Para confirmação da matrícula o responsável precisa comparecer no próximo dia útil à unidade escolar escolhida.

A rede municipal de ensino do Rio de Janeiro é a maior da América Latina, com 1.540 unidades e cerca de 650 mil alunos que vão da creche/pré-escola até o ensino de jovens e adultos.

1 COMENTÁRIO

  1. Vai ter vagas para todos?

    Os alunos que ano após ano ficam fora da rede de ensino, o que a Prefeitura faz por eles?

    Se faltar vaga, o Município vai pagar a rede privada para quem não conseguiu?

    O que será que o destino reserva àquele que ficou sem o direito básico à Educação?
    A violência da rua, o tráfico etc.
    Depois as “pessoas de bem” reclamam (sem razão) da selva urbana… Mas não fizeram por onde exigindo ação governamental quando apropriado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui