Lançamento do programa habitacional CASA da GENTE, retomada de obras importantes, como a conclusão do Museu da Imagem e do Som, em Copacabana, e a reativação do Teleférico do Alemão. Estes são alguns destaques da administração do deputado estadual licenciado Max Lemos (PSDB), que está completando 100 dias à frente da Secretaria de Infraestrutura e Obras, uma das mais importantes do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

O primeiro desafio que assumimos foi organizar a Secretaria de Infraestrutura e Obras, que tem como suas vinculadas a Emop (Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro), o Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura (IEEA) e a Cehab (Companhia Estadual de Habitação do Estado do Rio de Janeiro), órgãos importantíssimos para ajudar na execução dos nossos projetos. Logo depois fizemos um levantamento dos equipamentos, obras e demandas para, então, planejarmos ações importantes em obras e infraestrutura. Lançamos novos projetos, mas também nos organizamos para retomar as obras que estavam paradas, além de dar continuidade às que estavam em andamento. Já estamos licitando para concluir as obras do Museu da Imagem e do Som, realizando ações para a reativação do Teleférico do Alemão, sem falar que estamos licitando, contratando e dando início a diversas obras de infraestrutura, contenção, drenagem, melhoria viária, construção de pontes, reforma e revitalização de praças, ciclovias, calçadas de orlas, reforma de equipamentos de segurança, entre outras. São mais de 160 milhões só em obras licitadas e publicadas, e com transparência, pois inovamos e estamos transmitindo as licitações pela página da secretaria em tempo real”, explicou Max Lemos.

Entre os novos projetos da secretaria, Max Lemos destaca o lançamento do Casa da Gente, programa habitacional de interesse social que tem o objetivo de construir 50 mil casas nos próximos cinco anos, reformar conjuntos habitacionais, terminar obras que estavam paradas e prestar assessoria técnica junto às comunidades. O programa foi lançado na última semana. “Não vamos apenas construir novas moradias, iremos recuperar unidades habitacionais. São mais de R$ 200 milhões para investir na reforma dessas unidades. Também vamos concluir todas as obras de unidades habitacionais que estão paradas. Serão 57 mil empregos gerados, reaquecimento do setor da construção civil, diminuição do déficit habitacional, e redução dos gastos com aluguel social”, disse Max Lemos. 

O secretário também destaca que o diálogo com as prefeituras e demais instituições tem sido importante para levantar as demandas dos diferentes municípios e que, em breve, um novo projeto será lançado, objetivando o atendimento às cidades. “Fizemos um registro da agenda na Seinfra e vimos que recebemos 85 prefeitos, mais de 100 vereadores, 35 deputados estaduais, dois senadores, além de deputados federais e demais autoridades. Também visitamos cidades das diversas regiões do estado para ver de perto as solicitações. Com tudo isso, para atender as demandas da maioria destes municípios, iremos lançar em breve um programa em parceria com as prefeituras que abrangerá desde as áreas cultural, esportiva e turismo até a revitalização de praças”, anuncia Max Lemos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui