Foto: Divulgação

Tem novidade em Copacabana… O hotel Mercure Copacabana, na Avenida Atlântica, passou por uma reforma e reabriu com um novo conceito: o de hotel boutique. E não para por aí, a mudança chegou até ao nome do empreendimento, que agora se chama Mercure Rio Boutique Hotel Copacabana. Mercure é uma das bandeiras da grande rede de hotéis Accor, dona de marcas como Sofitel, Fairmont, Jo & Joe e Ibis.

O hotel foi reformado a partir de um projeto de interiores desenvolvido pelo Studio Melina Romano e teve como inspiração a moda carioca. Os 119 quartos também passaram por mudanças, baseadas em três diretrizes: descontração, mais cores e conforto. Agora com uma decoração colorida, o hotel possui opções de apartamentos com varanda, em sua maioria com vista para o mar. Além disso, o hotel também oferece duas suítes no rooftop, com varanda debruçada sobre o mar e uma vista deslumbrante da orla.

O Rio de Janeiro é um Estado muito importante para a Accor, que conta com 36 hotéis em network e um em construção, totalizando, aproximadamente, 7 mil quartos. Por isso, estamos muito felizes em poder reabrir o Mercure Copacabana, agora totalmente renovado e com um novo conceito de boutique, focando no mercado de lazer, que está cada vez mais demandado, principalmente o Turismo regional“, afirma o COO das marcas econômicas e midscale Accor Brasil, Olivier Hick. A mesma Accor está prestes a finalizar a restauração e reforma das casas do conjunto arquitetônico do Largo do Boticário, vendidas pela Sergio Castro Imóveis em 2017 ao grupo francês.

O hotel tem ainda mais uma novidade: a chegada do QCeviche, de culinária peruana. Com entrada independente e aberto ao público, o restaurante oferece uma diversidade de pratos, como ceviches, saladas, pratos quentes e drinques.

O empreendimento reabre na contramão do que vem ocorrendo com a indústria hoteleira carioca, que conta com diversos hotéis atualmente fechados na própria “Princesinha do Mar”, onde empreendimentos tradicionais como o Merlin Copacabana Hotel, o Hotel Praia Lido, o Hotel Atlântico Copacabana e diversos outros ainda sofrem, fechados, com a pandemia do novo coronavírus. Alguns inclusive se encontram à venda, segundo fontes do mercado imobiliário.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui