AquaRio (Foto: Divulgação)

Em maio, mês em que se comemora o Dia das Mães, o AquaRio, maior aquário marinho da América do Sul, inicia uma campanha para que filhos e mamães possam visitar o ponto turístico da Zona Portuária de graça.

Até o dia 31 de maio, as mães não pagam a entrada no aquaviário, desde que visitem o atrativo acompanhada de filhos pagantes. Para participar, é necessário preencher o cadastro aqui.

Em seguida, será gerado o link da compra de ingressos com o dia e horário da visita. Os ingressos para o AquaRio custam a partir de R$ 70 e podem ser parcelados em até 12 vezes no cartão de crédito.

Será uma oportunidade para que mães e filhos vivam experiência segura e encantadora. São mais de 350 espécies que mostram toda a grandiosidade da vida marinha e deixam as pessoas mais próxima à natureza“, diz Manoel Browne, diretor de operações.

Com?limitação de?público,?o?AquaRio?informou que segue um?rigoroso protocolo de segurança sanitária,?conforme as?determinações da Prefeitura do Rio e as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).? Além do distanciamento social, o atrativo investe na?conduta de higienização ambiental?diversas?vezes ao dia?e?o uso de máscara é obrigatório durante todo o passeio.???

Uma mamãe histórica para o AquaRio

No AquaRio mora a primeira mamãe raia-borboleta a ter seus filhotes em um aquário marinho em todo o mundo. Em 2019, o animal teve filhotes estando sob cuidados humanos. Após a gestação de cerca de 6 meses, nasceram 5 crias, três machos e duas fêmeas, que ficaram dia e noite sob observação durante a quarentena, uma espécie de incubadora dos espécies marinhas.

A raia-borboleta(Gymnura altavela) está classificada como “criticamente em perigo” no Livro Vermelho da Fauna Brasileira, listagem dos animais que podem entrar em extinção nos próximos anos, produzida pelo ICMBio, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente. Essa maternidade abriu caminho para diversas pesquisas e ampliações de projetos de conservação de raias no mundo inteiro.

A gestação durou cerca de 6 meses e foi acompanhada de perto por toda a equipe de biólogos e veterinários. diversos exames, anotações, fotos e todo um acompanhamento atencioso para que tudo ocorresse bem com essa mamãezinha peixe. 

Para que a saúde dos filhotes esteja assegurada, é comum a utilização de ultrassom, assim como a que é feita nos humanos.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui