Mesmo cassado, Gabriel Monteiro poderá concorrer a uma vaga no Congresso

O TRE tem até o dia 12/09 para analisar a legalidade das candidaturas apresentadas, ocasião em que Monteiro pode sofrer um revés em seu intento de ser deputado federal

Foto: Reprodução/Redes sociais

Mesmo tendo tido o seu mandato como vereador cassado, nesta quinta-feira (18), Gabriel Monteiro ainda poderá concorrer ao cargo de deputado federal, em 2022. O ex-policial militar e youtuber foi cassado por quebra de decoro parlamentar em razão de acusações de assédio sexual, estupro e vídeos forjados para a internet. Como Gabriel Monteiro já havia entregue toda a documentação necessária e lícita à Justiça Eleitoral, e a sua cassação se deu após tal prazo, o ex-verador pode concorrer em outubro.

O ex-PM passou à condição de réu, em maio, após a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) relacionada à filmagem do ex-militar mantendo relações sexuais com uma menor ter sido aceita pela Justiça. O MPRJ também denunciou o youtuber, no final de junho, por importunação sexual e assédio sexual contra a sua ex-assessora Luiza Caroline Bezerra Batista, de 26 anos.

O fato de os dois processos criminais ainda não terem sido julgados colocam Gabriel Monteiro na condição de ficha limpa, portanto, apto a concorrer a deputado federal. Gabriel já tem contra si um pedido de impugnação de candidatura. Como o Tribunal Regional Eleitoral tem até o dia 12 de setembro para analisar a legalidade das candidaturas apresentadas, ocasião onde serão analisadas questões éticas, como pedidos de impugnação, Gabriel Monteiro pode sofrer um revés em seu intento de ser deputado federal.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui