Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Apesar do impacto da diminuição de circulação de veículos nas ruas devido ao período de isolamento social, ocasionado pela pandemia do Coronavírus, o Rio de Janeiro continua sendo o estado com o maior preço médio da gasolina em todo o Brasil, custando, em maio, R$ 4,482.

Se há algum ponto favorável na situação, é que, comparado a abril, quando custava R$ 4,678, o valor teve uma variação negativa (positiva para o consumidor) de 4,19%, ou seja, ficou praticamente R$ 0,20 mais barato.

Já em relação às capitais, o Rio tem o 2º combustível mais caro (R$ 4,676), ficando atrás somente de Belém (R$ 4,722), no Pará.

Confira os 5 estados brasileiros com maior preço médio de gasolina no mês de maio:

  • 1 – Rio de Janeiro (R$ 4,482)
  • 2 – Acre (R$ 4,395)
  • 3 – Amazonas (R$ 4,387)
  • 4 – Pará (R$ 4,307)
  • 5 – Alagoas (R$ 4,148)

Confira as 5 capitais brasileiras com maior preço médio de gasolina no mês de maio:

  • 1 – Belém/PA (R$ 4,722)
  • 2 – Rio de Janeiro/RJ (R$ 4,676)
  • 3 – Manaus/AM (R$ 4,315)
  • 4 – Porto Velho/RO (R$ 4,263)
  • 5 – Rio Branco/AC (R$ 4,263)


Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui