Milícias controlam mais de 1.200 farmácias no Rio

Os dados levantados pelo CRF-RJ mostram que fiscais sofrem intimidação para não fiscalizar as farmácias sob gestão do crime nem supervisionar se regras básicas estão sendo cumpridas

Foto: Agência Brasil

De acordo com estudo inédito do Conselho Regional de Farmácia (CRF-RJ), as milícias controlam 1.217 farmácias no Rio de Janeiro. Como comparação, as Farmácias Pague Menos encerraram o primeiro semestre deste ano com 1.193 pontos de venda em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. As informações foram publicadas pelo portal Panorama Farmacêutico.

Ainda segundo o levantamento, o domínio das milícias em farmácias no Rio de Janeiro envolve tanto a movimentação de cargas roubadas nas lojas como a extorsão de unidades já existentes, por meio da cobrança de taxas de segurança.

Os dados levantados pelo CRF-RJ mostram que fiscais sofrem intimidação para não fiscalizar as farmácias sob gestão do crime nem supervisionar se regras básicas estão sendo cumpridas pelo estabelecimento, como a exigência de farmacêuticos no local.

O levantamento mostra que com 366 farmácias, a milícia faz da Zona Norte a região com maior concentração de lojas nas mãos do crime. O percentual é de 30%. A Baixada Fluminense concentra 296 unidades, seguida pelo eixo Itaboraí/Niterói/São Gonçalo e pela Zona Oeste.

Advertisement

4 COMENTÁRIOS

    • O problema é que as milícias atuando em mais um mercado lucrativo, de vende de medicamentos (muitos roubados) e que nas áreas dominadas os moradores ficarão refens…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui