“Minha Gente Pelo Brasil”- Imagem: Divulgação

O tempo ruim vai passar, a gente vai superar”. Este é um trecho da música “Pra minha gente”, do artista Hélio Bentes, vocalista do grupo de reggae Ponto de Equilíbrio. A canção, composta em homenagem à comunidade onde o cantor foi criado, serve não apenas como motivação para o cenário atual da pandemia, mas também como inspiração para a ação social “Minha Gente pelo Brasil”, criada pela Papelito Brasil, empresa de acessórios para fumo responsável. 

Com o objetivo de mobilizar a comunidade em prol dos mais impactados pela pandemia do Coronavírus, a campanha terá uma ação específica em cada região do País. Distrito Federal, Manaus, Bahia e Curitiba são as capitais selecionadas de cada região para receber mais de 100 cestas básicas cada uma. De acordo com Pedro Tarcizo, diretor criativo da Papelito Brasil, em cada local uma ONG será definida para receber o projeto, que inclui ainda a criação de uma vaquinha online. “Nossa ideia é incluir também produtos diferenciados nessas cestas básicas, como leite em pó e produtos de higiene, itens essenciais e que geralmente não fazem parte da cesta básica tradicional”, diz.

Além das cinco regiões, a iniciativa conta ainda com a ajuda de 100 tabacarias, espalhadas por 27 estados. Ao fazer a entrega de um alimento não perecível, a pessoa recebe um imã colecionável exclusivo da ação, criado pelo artista Felipe Navarro. São 4 modelos diferentes e colecionáveis, que incentivam a doação. “Cada tabacaria parceira ficará responsável pela distribuição desses alimentos arrecadados e, assim, nós ajudamos os mais fragilizados pela pandemia em todo o Brasil”, afirma Tarcizo.

O projeto teve início nos dias 01/05 e 02/05, no bairro de Vila Isabel, mais precisamente no Morro dos Macacos, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Em parceria com a ONGColetivo Macacos Vive, a ação levou a distribuição de quase 300 cestas básicas para famílias selecionadas, além de 300 caixas de máscaras N95, álcool em gel, a criação de geladeiras literárias, muralismo e a pintura das quadras do entorno.

Essa é uma ação que nasceu no Rio, mas está invadindo o Brasil inteiro e qualquer um pode ajudar. Seja na contribuição com a vaquinha online de cada região ou com a doação de um alimento nas tabacarias parceiras. O importante é levar um pouco de esperança para aqueles que mais precisam e inspirar outras pessoas a ajudar, afinal, nada melhor que um bom exemplo para educar”, finaliza. Mais informações no site.

carioca, estudante de Letras na UFRJ. Nascida numa segunda-feira de carnaval, se apaixonou muito cedo pela arte das Escolas de Samba. Moradora da Taquara, é Zona Oeste desde os onze anos; não dispensa um passeio pelo Centro, uma ida ao Parque de Madureira, uma volta pela Cidade das Artes ou qualquer outro evento que consiga ir. Gosta de teatro e música, às vezes se arrisca nessas áreas. Também é pseudônimo de Bárbara de Carvalho.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui