Foto: Reprodução Google Streetview

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma ação em que solicita que o Ministério da Saúde convoque os profissionais temporários dispensados para ocupar vagas nos hospitais federais do Rio. Somente na semana passada, as unidades do Rio de Janeiro tinham 650 leitos impedidos, sendo a maior parte, por falta de trabalhadores da saúde.

A Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no RJ afirmou que os 1.419 profissionais foram incluídos no último edital. Na ação do MPF foi requerido também que os 1.419 trabalhadores temporários demitidos sejam reconvocados com urgência, até que a situação dos hospitais para que seja possível manter o atendimento.

Além disso, o MPF também requer na ação, que em caso de não haver a renovação dos contratos, que seja aplicada uma multa. De acordo com informações do Portal G1, aSuperintendência Estadual do Ministério da Saúde no RJ diz que além da inclusão dos 1419 profissionais no edital para contratação de profissionais, mais de 3,4 mil trabalhadores já se apresentaram nas unidades de saúde.

Em dezembro de 2020, 3,5 mil contratos foram encerrados nos hospitais federais do Rio. O prazo ainda chegou a ser prorrogado por uma medida provisória, que terminou no final do mês de fevereiro de 2020.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui