Comandada pelo compositor Moacyr Luz, a próxima edição do Samba do Trabalhador, que será realizada no dia 30/11, vai homenagear Angenor de Oliveira, o genial Cartola, um dos maiores autores de todos os tempos da musica brasileira. Na mesma semana, em 02/12, é comemorado o Dia Nacional do Samba. A partir dessas duas datas tão simbólicas para a cultura nacional,  o Samba do Trabalhador preparou um repertório especial, destacando pérolas do mestre mangueirense.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Na apresentação estão garantidas músicas como “As Rosas Não Falam”, “O Sol Nascerá”, “O Mundo é um Moinho”, entre outras. Cartola morreu em 1980 e, desde então, sua obra é reverenciada pelas novas gerações antes e depois  da mudança de século. Os ingressos para o SDT podem ser comprados através do site da Eventim – neste link. O evento tem início às 16h30.

“Minha vida musical vem sendo construída a base do trabalho autoral, minhas parcerias, por aí, mas tive a sorte de gravar alguns clássicos dele. Ao Amanhecer, Acontece e Amor Proibido estão nessa lista de sucessos do imortal Cartola, que eleva a batucada a um nível de elegância merecido nas raízes da cultura brasileira”, comenta Moacyr Luz.

Por conta da pandemia, o evento aderiu um novo formato, atendendo às normas de saúde dos órgãos públicos. Os músicos agora se apresentam de frente para a plateia, a casa funciona com 50% da capacidade e o público só pode circular fora da área do show usando máscara. No acesso ao Renascença, há aferição de temperatura e álcool gel, que também ficam dispostos nas mesas e espalhados em pontos estratégicos do clube. Todos os funcionários trabalham munidos de equipamento de proteção individual.

Divididos em três sets, Moacyr Luz e Samba do Trabalhador interpretam repertório de sambas clássicos, habitualmente apresentados no evento, além de músicas do disco “Fazendo Samba”, indicado ao Grammy Latino 2020 na categoria “Melhor Álbum de Samba/Pagode”. Quinto álbum do grupo, o projeto teve show de lançamento em março no Circo Voador (RJ), com participações especiais de Marcelo D2, Roberta Sá e Toninho Geraes.

O SDT é formado por: Moacyr Luz (voz e violão), Daniel Neves (violão de 7 cordas), Alexandre Marmita (voz e cavaco), Gabriel Cavalcante (voz e cavaco), Nego Alvaro (voz e percussão), Luiz Augusto Lima Guimaraes (percussão), Nilson Visual (surdo), Junior De Oliveira (percussão) e Mingo Silva (voz e pandeiro).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui