Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

A Autonomy Investimentos, que comprou o Moinho Fluminense e vai convertê-lo em um empreendimento de uso residencial, corporativo e comercial, promete que o projeto será um “catalisador da economia criativa” dos moradores do Porto.

A gente espera estimular a vinda desses negócios para dentro do Moinho, para que tenham maior visibilidade”, disse o diretor executivo da Autonomy Investimentos, Roberto Miranda de Lima em um vídeo publicado no LinkedIn, referindo-se a pequenos negócios, como as áreas da moda e da alimentação, por exemplo.

Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

No vídeo, Lima destaca que o projeto tem uma diversidade de possibilidades, com efeito positivo para a cidade e para os moradores vizinhos.

Acreditamos que uma cidade é feita de encontros. E o projeto do Moinho está sendo pensado para multiplicar esses encontros”, afirmou.

Além disso, a companhia promete fazer intervenções para melhorar a centenária Praça da Harmonia e seu entorno. Junto disso, a empresa também pretende facilitar a mobilidade da região, ou seja, o empreendimento não terá barreira para o tráfego de pedestres entre seus vários lados.

O Moinho Fluminense é um conjunto arquitetônico histórico do Porto Maravilha. Ele ocupa quatro quarteirões entre a Orla Conde e as proximidades do Morro da Providência.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui