Porto do Rio de Janeiro / Foto: Tânia Rêgo - Agência Brasil

O ano de 2021 tem sido muito positivo para a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), que continua apresentando um bom desempenho financeiro e operacional. A CDRJ registrou, em maio, o maior volume movimentado de 2021, com 6,236 milhões de toneladas. Os números também representam a maior movimentação de cargas desde dezembro de 2018.

Também no mês de maio, a Companhia apresentou um faturamento de mais de R$ 88 milhões, valor que representa o segundo maior faturamento de ano em termos nominais. Os dados foram divulgados pela área de Planejamento de Negócios da Docas do Rio, na última semana. Segundo o estudo, o saldo positivo resulta, especialmente, das exportações de minério de ferro pelo Porto de Itaguaí, que atingiram 4,876 milhões de toneladas no mês.

Ainda de acordo com o estudo, considerando apenas o minério de ferro, a variação da movimentação em relação a abril de 2021 registrou um aumento de 54,8%, o que perfaz 1,726 milhões de toneladas. Em relação a maio de 2020, houve um crescimento de 51,4%, com 1,656 milhões de toneladas a mais. No acumulado 2020-2021, o volume movimentado de minério de ferro registrou um aumento da ordem de 45,2%, ou uma alta de 5,698 milhões de toneladas movimentadas.

Os volumes de minério de ferro exportados foram responsáveis por um faturamento de R$67,6 milhões no mês, ou seja, um crescimento 181,4% em relação a maio de 2020, o que resulta em R$ 43,6 milhões de lucro. Já no acumulado 2021-2020, o faturamento advindo das exportações de minério de ferro já apresenta uma alta de 162,9 milhões de toneladas, ou 178,1% de ganho.

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) é a autoridade portuária que administra os Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui