Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (04/02), o secretário de estado de Saúde do Rio, Carlos Alberto Chaves, se reúne com representantes do Ministério Público (MP) para tratar sobre a viabilidade da divulgação dos dados pessoais de quem já foi imunizado contra o coronavírus.

O MP recomendou a divulgação diária de uma lista no site da Secretaria de Estado de Saúde com dados de todos os imunizados no dia anterior como identificação de nome, CPF, função exercida, local de aplicação e tipo de vacina. Segundo eles, a divulgação ajudaria no controle de destinação da vacina aos grupos prioritários e inibiria as tentativas de “fura-fila”.

No último dia 25, a Justiça negou o pedido para que a Prefeitura do Rio tornasse pública a lista de vacinados contra Covid-19 no site do município. A decisão do juiz Marcello Alvarenga Leite argumentou que o MP não comprovou a existência de fraude na aplicação das vacinas. Além disso, segundo ele, já há um sistema de controle ‘manuscrito de anotação’ e essa divulgação criaria custos para o município em meio a uma pandemia, o que não seria razoável.

O juiz também destacou que a relação de vacinados é feita no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, o que implicaria em “duplicidade de sistemas”.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui