Parque Olímpico da Barra da Tijuca - Foto: Reprodução/Internet

Uma ordem do Ministério Público Federal (MPF) determinou a interdição imediata dos espaços olímpicos do Rio de Janeiro. A decisão, informada primeiramente pelo ”Blog do Lauro Jardim”, do ”O Globo”, é válida até que sejam liberados o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e o habite-se da Prefeitura, além de outros documentos permissionários à emissão de licenças de pânico e incêndio das autoridades.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

A decisão é do desembargador Eugênio de Araújo, da 17ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Ela abrange os parques olímpicos da Barra da Tijuca e de Deodoro, ambos na Zona Oeste da cidade, que têm até 48 horas para serem interditados.

De acordo com Eugênio, há possibilidade de ocorrência de tragédias nesses locais. O desembargador enfatiza que o Parque Olímpico da Barra da Tijuca recebe eventos de grande apelo, como shows e festivais, sempre contando com a presença de milhares de pessoas.

Em seu despacho, Araújo argumenta que a determinação tem como objetivo preservar a segurança da população.

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui