MPRJ abriu 32 inquéritos contra empresa de energia Enel

A maioria dos processos está relacionada a atendimentos realizados pela concessionária, pela central telefônica e presencialmente; um cliente, que mora apenas com a esposa, recebeu uma conta de luz de quase R$17 mil reais

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) abriu 32 inquéritos civis para investigar denúncias contra a Enel, empresa de energia elétrica responsável por 66 dos 92 municípios do RJ. A concessionária tem uma lista longa de reclamações sobre os serviços prestados.

De acordo com o MPRJ, a maioria dos 32 processos estão relacionados aos atendimentos realizados pela Enel, seja pela central telefônica ou presencialmente, nos postos da empresa.

Uma das queixas é de José Bonifácio, vendedor ambulante, que recebeu uma conta de quase R$17 mil reais. O vendedor contou, ao jornal G1, que suas contas tem em médio um valor de R$170 reais por mês. Porém, após um pedido de manutenção no medidor da casa em que ele vive com a mulher, as contas foram a loucura.

“Não tem como eu ter consumido esse valor. Aqui só mora eu e a minha esposa, mais ninguém”, disse o ambulante, ao G1, após receber a fatura de R$ 16.740,29.

Em nota, ao G1, a Enel afirmou que tem respondido todos os ofícios sobre inquéritos civis instaurados pelo Ministério Público, e que tem investido na modernização, automação e ampliação da capacidade da rede elétrica.

Ainda de acordo com a concessionária, entre dezembro de 2019 e dezembro de 2021, a empresa reduziu em 61% a frequência média de interrupções de energia, e em 35% a duração média das interrupções.

Quanto ao caso de José, a empresa prometeu mandar outra equipe na casa do ambulante ainda esta semana para verificar o medidor, se for confirmado o defeito do equipamento vai corrigir as contas.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. eita ferro. cada dia pior. na contramão do momento, países europeus retomam controle de serviços essenciais pela má qualidade dos serviços prestados pela iniciativa privada. imagine aqui?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui