Foto: Reprodução

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) acompanha as investigações sobre a morte do menino Henry Borel, de 4 anos, e participará da reprodução simulada marcada para esta quinta-feira (01/04), às 14h, no apartamento onde a criança morava com a mãe, Monique Medeiros da Costa e Silva, e o padrasto, vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho.

A reprodução irá simular as hipóteses possíveis a fim de determinar a verdade real dos fatos ocorridos no dia 8 de março, data em que o menino morreu em circunstâncias ainda não esclarecidas.

O MPRJ acompanha a ação por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial da área Zona Sul e Barra da Tijuca.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui