Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ),instaurou inquérito civil para apurar suposta má prestação do serviço por parte da concessionária Metrô Rio, que estaria descumprindo o intervalo previsto entre as composições.

O procedimento foi aberto a partir de representação recebida pela Ouvidoria/MPRJ, relatando a ocorrência de intervalo superior a 15 minutos entre as composições que fazem o percurso das estações Jardim Oceânico e Nossa Senhora da Paz. Também é descrito que houve redução de funcionários nos finais de semana e no período noturno nos postos dessas estações.

De acordo com a portaria, os fatos são passíveis de investigação e repressão, uma vez que em tese violam direitos difusos. Diante disso, como medidas iniciais, a promotoria oficiou à concessionária para que manifeste-se acerca do relatado, esclarecendo se procedem as alegações, juntando documentos comprobatórios. Oficiou também o Procon-RJ e a Agetransp para que realize vistoria e informe se consta aplicação de alguma penalidade contra a concessionária referente aos fatos em análise.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui