Mulher é presa por furto de energia em condomínio de luxo, na Barra da Tijuca

Após uma perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli foi comprovado que a mulher praticava o furto; o valor total fraudado das contas de Luz foi de R$ 2,4 mil

Foto: Light/Reprodução

Na tarde desta segunda-feira, (20/06), a Polícia Civil prendeu uma moradora de um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, por furto de energia.

Após uma perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli foi comprovado que a mulher praticava furto de energia.

De acordo com o laudo da empresa, o furto fazia com que a residência deixasse de registrar cerca de 2.000Kwh/mês. O valor total fraudado das contas de Luz, segundo estimativa da Light, foi de R$ 2,4 mil.

Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. Palhaçada! Do jeito que a conta da Light tá cara pra caramba, sinceramente.. eu acho que todo mundo deveria fazer isso sim! Hoje em dia ou vc come ou vc paga a luz! Se as placas dólares não fosse muito cara, todo mundo poderia colocar para acabar com a Light ou deveria existir uma outra empresa. Não é justo com o povo brasileiro. Se até quem tem dinheiro está difícil de pagar imagina quem não tem!!!!!

  2. Que se dane sociedade saudável!!! A prioridade é a sobrevivência!!! Quando o cidadão estiver com as contas pagas, comida na mesa e educação de qualidade, a gente pensa na saúde da sociedade. Por enquanto, pelo menos no Brasil, é cada um por sí! Ainda mais com essa política de quem paga, paga pelos outros! Isso sim é um absurdo!
    Na hora que eu me cantar disso, vou instalar placas solares junto com baterias e cagar pra light!

  3. E a Light ,pelo contrato de concessão ,repassa o valor dos furtos para quem paga. Ou seja,a Light não perde nada. O que nas favelas é roubado é repassado para quem paga!!! Um absurdo.

  4. Antes que alguém venha dizer o contrário: não é porque pegaram um riquinho que se justificará o “pobre” roubar energia. Cadeia para todo aquele que rouba energia! Cada qual pagando sua parte, para que todos possamos pagar nada mais que o justo.

    Essa é a base de uma sociedade saudável.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui