Estourou no WhatsApp dos cariocas neste sábado, 26/9, uma briga, ou melhor, um princípio de briga na Dias Ferreira, no Leblon. Na filmagem, feita por celular, 2 mulheres e um homem se beijam em um carro conversível, enquanto populares gritam e batem palmas.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Ate aí, mais um dia no Rio de Janeiro, até que alguém em um bar joga copos em uma das mulheres. A agredida se levanta, vai ao bar e estapeia a agressora Aline Araújo, que uspu seu Instagram @amearquitetura para se defender.

Aline diz que era atentado ao pudor, um filme pornô às 20h da noite na Dias Ferreira. E que ela realmente jogou a água, afinal estava com crianças e família no restaurante. Ainda diz que elas seriam prostitutas.

De acordo com a coluna de Leo Dias no jornal Metrópoles, uma das mulheres é Sheila, empresária do ramo de estética e que possui clínicas no Rio e em Curitiba, e estava com um amigo e uma amiga. De acordo com o sócio dela, Rafael, não é crime os 3 se beijarem, que estavam de roupas de banho por estarem saindo da praia, o que não é crime. E o que Sheila fez foi defender sua honra após ser xingada. E ainda negou as insinuações que ela seria garota de programa.

Quem tem razão? As pessoas dentro do carro que se beijavam? Quem jogou um copo por não estar gostando? Ou ninguém tinha razão?

96 COMENTÁRIOS

  1. Daniel vc deve ser um criminoso deste seguimento de crime, pra defender putaria e falar que o crime de antentado violento ao pudor não existe mais. Vai orar rapaz, parece que vc no lugar de cérebro tem fezes. Tá louco!!!!!!

    Mente de Barata, tá doido sôô

  2. As pessoas são todas ingênuas, dando ibope aos envolvidos daqui a pouco o bombadinho vai estar na próxima edição do BB as garotas recebendo proposta para ficarem peladas em uma revista e o a outra que jogou água fazendo propaganda de água ‘esta com cede? Bebeu água? Não.água mineral , água mineral… Vai lhe deixar legal.Acorda gente e tudo armação para ganhar 5 min de fama e pior que conseguem.

  3. Penso, que ambas estão erradas! Primeiramente, quem agride o outro por um comportamento que ele exerce(sabemos que somos livres temos o direitos de ser e fazermos o que quisermos). Claro, dentro das regras e leis que regem a nossa sociedade! O direito do outro começa quando termina o meu! Agredir não deve ser a única saída para resolver as coisas! Principalmente, quando se tem crianças próximo. Pois o exemplo, para as crianças, a intolerância será exemplo, e não a conduta do grupo no carro. O grupo, que estão se comportando excessivamente em ambiente público ( pois se estamos dividindo o espaço com o outro, devemos respeitar este)! Ja pensou como seria se todos se portasse da forma que quisesse na rua???

  4. A mulher que atirou o copo, está cheia de razão sim, pois a rua e a liberdade é de todos desde que se Portem decentemente. Lugar de orgia e safadezas, é no motel, isso é nojentos repugnante , e descabido desrespeitoso para com os outros, e quanto a pandemia, o que se aplica às crianças também se aplica aos adultos sem noção, que diferença faz se as crianças estão na rua ou em casa, os patetas que se beijavam de forma adúltera,também podem contrair o viros e passar pra seu filho seus pais através de você que defende está imoralidade, a mulher que atirou o copo fez bem e fez pouco. Se sou eu atirava gasolina e tacacá fogo, isso é uma falta de vergonha. Isso é fazer uso da safadeza, e não dá liberdade. Eu não sou obrigado a ficar vendo imoralidade como está, e não posso ficar trancado dentro de casa por conta do direito desse tipo de gente, usa de abuso da liberdade. Pra provocar incômodo nos direito dos outros. Já chega é isso é pronto……

      • Meu caro Daniel, quem teria inveja de uma ridicularizada desta, só vc com essa mente de pernilongo que vc tem pra pensar que isso causa inveja a outras pessoas, isso é imoral indecente desrespeitoso para com os outros que também tem o direito de usuários dos espaços públicos e que se portam de maneira decente, e mesmo como ja fiz minha critica no comentário anterior, lugar de fuleragem é no motel.

  5. Hipocrisia o ser humano necessita da hipócrisia,
    a garota se diverte a outra com inveja causa por causa de criança que nem está entendendo nada, é apenas um corpo. O homem para dar exemplo, agride a moça, violência, falso puritanismo, hipocrisia, autoritarismo agressor, belo exemplo para a criança

  6. Só paisinho de terceiro mundo acha tudo normal. Quanto mais vulgaridade, melhor. E os defensores do pudor que são errados. Por isso o Brasil é menosprezado e está na lama. Uma parcela da população é despudorada, desonesta e quer um país melhor. Sejam decentes, honestos, corretos, liberdade termina quando começa o direito do outro. Mas não direito de agredir os bons costumes. O povo esqueceu a religiosidade, não confunda com religião.

  7. É o RJ sendo o RJ, onde tudo pode, onde os valores se inverteram, onde o normal é o errado…até a puta da X defende as putinhas do conversível…ara ara ara.. vão catá coquinho no sol quente.

    • Caro tonio, concordo, isso que esses delinquentes promoveram em um lugar público chama se, atentado violento ao pudor e ao direito das pessoas decentes , de está em um lugar familiar, e mesmo lugar de sacanagem e baixaria prostituição é no motel. Esse velha por nome de Xuxa, fica por ai pagando de religiosa, e apoiando filtragem de baixo e extremo nivel.

  8. As gurias de biquíni causaram inveja na arquiteta, q é mais feia e sem graça e ainda leva seus filhos pra noite em plena pandemia e sem mascara

  9. Chocada.
    Como isso é visto como normal??
    Até onde vão chegar??
    Apoio a indignação da mãe. Independente de estar com criança.
    Vivemos em sociedade! Há leis. Isso é atentado ao pudor .

    • Duvido que um juiz e um promotor – a não ser um terrivelmente evanjegue – e mesmo delegado, perca o tempo qualificando a conduta como atentado ao pudor… Aliás, está fazendo confusão porque atentado ao pudor nem existe mais. Faria bem você estudar…

  10. Minha única resalva ao pessoal do carro,e que todos os ocupantes estavam sem cinto de segurança, ninguém tem o direito de sair atirando objetos em outras pessoas por que não concordam com o comportamento dessas pessoas.

  11. Criatura de Deus vc e mae presumidamente de duas crianças qual.o.exemplo que vc esta dando a teus filhos???caso eles sintam se contrariados eles podem.atirar???Que e o CONSELHO TUTELAR TOME AS DEVIDAS PROVIDENCIAS .pois os adultos se reoilvem.nas estancias dos tribunais com.certeza.MAS O EXEMPLO.PARA ESTAS CRIANÇAS EXPOSTAS EM.UMA PANDEMIA MORTAL TODOS SEM MASCARA .
    POR FAVOR REPENSE SUA VIDA E O QUE VC ESTA FAXENDO COM.TEUS FILHOS .AI DA E TEMPO.SEJA MAIS HUMANA E MAIS EMPATICAS COM OS SEMELHANTES.

  12. 08:00 da noite e vc na rua com duas crianças??? Em plena pandemia???
    Vc deveria ficar caladinha…
    Vai cuidar das suas crianças e deixa os irresponsáveis nas ruas…

  13. As pessoas estao perdendo o senso comum nao se pode agredir por que nao se gosta da atitude do outro o que chama a atençao e que ninguem.se preocupou com o.exemplo as crianças envolvidas que O CONSELHO TUTELAR TOME PROVIDENCIAS pousem uma pandemia MORTAL expor crianças menores a violencia e maus tratos e inadimissivel o adultos serao responsabilizados por suas atitides mas as crianças SAO VITIMAS DE TUDO ISTO .

  14. Todos errados!!! Pandemia,aglomeração beijo a três e agreção para defender seus pontos de vista. Por isso que nosso país nunca vai chegar em lugar nenhum. Fiquem dentro de casa e parem de se aglomerar, afinal de contas,estamos em meio a uma pandemia e as pessoas se esbofetiando por coisas ridícula. Vão catar o que fazer.

    • erros carro e conversível porem os ocupantes deveriam estar sentados no banco para não correr qualquer tipo de risco cabe multa ao motorista , segundo a arquiteta jogou uma garrafa contra uma pessoa com intuito de acertar cabe processo de agressão , e o revide da passageira a arquiteta também agressão , ou seja todos errados e todos deveriam pagar com serviços comunitários se não tiver passagens anteriores , o o motorista infrator levar multa por estar em desacordo com as leis de transito .

  15. se houve alguma coisa demais que ñ da p ver no vídeo, isso ñ seria da competência destas pessoas que estavam no bar, p isso q existe leis, estado, ñ vejo justificativa para ninguém jogar nada em ninguém, deve ser recalque

  16. Olá, sua atitude poderia ser bem pior se fosse algum mal elementos, e ali na hora fosse tira um revólver e sair atirando, vc nem estaria aqui para contar esta atitude tamanho idiotice. Que aparece na rede social tem coragem faz iguala a elas, vida livre isto era questão muito poderia virar um tragédia, pensa antes de jogar algo em alguém, pode voltar um monte bala para outras tem nada ver xingar não dói agredir sim

  17. Acho inacreditável a situação imoral a que nosso país chegou e me preocupo com nosso futuro.
    O que somos obrigados a assistir na TV e na esquina da nossa casa é um show de horrores. Pornografia explícita. Abuso de álcool e de drogas, desrespeito aos valores alheios…
    Mas não podemos abrir a boca. Ou seremos “processador, expostos na TV, julgados e previamente condenados”. Eu não sei como assistir a isso tudo, enojada, e ter que manter a boca e os olhos fechados.
    Polícia não tem, pq teria que ter 1 pra cada grupo de 5, devido ao nível de transgressão de todo tipo que é praticado o tempo todo.
    Parabéns para todos que queriam que o senso moral e o respeito morressem.

  18. Não tem esse negócio de “cuidar da sua vida” não, eles tem que saber que estão em sociedade e tem que respeitar os outros, eles estão errados e ponto. sem mais.

  19. Na minha opinião a atitude dos três no carro foi um tanto quanto vulgar. Se esta é uma opção deles de se relacionar a três e tal, pois bem, que hajam assim entre eles de forma reservada, mas qual o intuito de ficar se expondo, esfregando isso na cara dos outros? Acho desnecessária a atitude das duas moças e do rapaz. PORÉM, não justifica a atitude da arquiteta. Com certeza nayds justifica o fato de ter jogado a água, ter tentado impor a sua opinião a base de violência. Enfim, achar a atitude das moças e do rapaz vulgar é um direito meu, não sou obrigada a concordar com tudo que a tal “sociedade moderna”impõe. Mas agredir os outros por conta de uma atitude “errada” não tem justificativa. Seria o mesmo de tentar “corrigir um erro” cometendo outro.

  20. Tudo errado!
    Pandemia e povo na aglomeracao e com criancas.
    Atitude desnecessaria ! Eu como mae n faria isso estando com meus filhos ao lado.
    Viraria o rosto deles e esperaria o carro ir embora.
    Se a exposicao e os atos libidinosos continuassem ou aumentasse o bom tom, chamaria a policia aclamando ajuda dos demais. Ou simplesmente me retiraria pq valeria o ditado: “ encomodados….”

  21. O que o Rio se tornou? Não tem gov, não tem prefeito, um estado/cidade quebrados onde o próprio povo não se respeita. De um lado pessoas se mostra do aos beijos em carrão conversível, do outro favelas e pessoas passando por necessidades. Uma grande desigualdade, uma hipócrita cidade Maravilhosa. A cara do Brasil mesmo.

  22. A atitude destas três pessoas no carro já demonstra como está o pudor das pessoas, mas também estar sentada em uma mesa na calçada de um barzinho de biquíni com os filhos mostrando o seu corpo, não é também uma atitude de exemplo não difere de outra atitude pior.
    Esta atitude nos tempos antigos era considerado atentado ao pudor, como se
    Tornou comum andar de biquíni na rua e deixou de ser atentado ao pudor, assim também com o relaxo da sociedade vai deixar de ser também a orgia nas ruas.
    Se mata o mau pela raiz

  23. Vendo os comentários enxergo um puritanismo envolto numa capa d moralidade e travestido de cidadania.Os três indivíduos no carro n cometeram crime,tbm no consigo ver Contravenção Penal.Quem jogou a garrafa teve uma intenção injustificada pelo q vi.Rio em dia d praia e Sol,tem coisas muito piores q isso.Seculo XXI,n é a Idade Média.kkkk

  24. O fato concreto é que, o Brasil nos últimos anos involuiu nos quesitos: respeito, moralidade e educação. Promiscuidade, excessos de uso de drogas e álcool, cenas de vandalismo e desrespeito à família e a sociedade como um todo. Perdeu-se a vergonha na cara e me parece ser ‘normal’, hoje em dia, seios a mostra, urinar na rua e cenas de sexo. Vergonha!!!

  25. A magrela se sentiu feia e sem bunda .
    Invejou a fartura da mina e tomou bofetão…e maridinho dela foi lá ver a gata de perto ainda ..fica em casa.2k de pele.

  26. Ninguem tá certo nessa história a começar pelo fato de que estamos no meio de uma pandemia então nem era pra todo mundo estar na rua. A não ser que o Rio de Janeiro já tenha sido imunizado e ninguém espalhou.

    • Comentário mais sensato(lendo até aqui). É isso, Vanessa. Como um amigo mesmo disse, foi uma sucessão de erros de todos envolvidos na triste cena, independente de ser ou não moral, ou normal isso e aquilo das mulheres no carro.

    • Ah sim. Não há nenhuma medida de isolamento determinada…
      As pessoas são amigas próximas e saem as três (isso é um grupo?) Que medidas administrativas foram por elas cometidas (???) Infração de trânsito (?)
      E a outra parte que cometeu algo mais grave (essa sim, em grupo, em restaurante com todo mundo juntinho) e direito à agressão gratuita por não concordar com os costumes dos outros (e ainda tem o marido cometendo agressão sexual)

  27. Não vi nada demais, acho que a mulher se exautou em ter jogado o copo. Final de semana tá todo mundo louco então se não gosta de bagunça faz reserva em um restaurante mais privado. Eu mesmo sempre vejo mulheres fazendo xixi na rua no final de semana, e até sexo dentro do carro porque eu iria agredir?

  28. E desde quando é permitido por lei andar no carro sem cinto de segurança, com o rabo para cima? O mundo está virando um lixo, prostitutas que se dizem empresárias, antigamente as pessoas tinham vergonha na cara. Façam o que quiserem entre quatro paredes, ninguém é obrigado a ver sacanagem no meio da rua.

  29. É mesmo o fim do respeito…as vagabundas é que se tornaram ” vítimas”!
    Entendo que a moça ficou indignada,com toda razão, porque NINGUÉM é um obrigado a ver DEPRAVAÇÃO!
    PESSOAS HIPÓCRITAS QUE CONDENAM A MÃE QUE DEFENDEM AS VAGABUNDAS

    • Ato obsceno é crime com sujeito passivo a coletividade (não meia dúzia de conservadores nos costumes – mas liberais na economia)
      Agora, e o marido da arquiteta, que tirou a parte de cima do biquíni da outra? Foi o que pareceu. Uma agressão sexual. E se ainda a moça estava de biquíni no carro quem tratou de tirar foi o marido da recalcada.

  30. Esse é o Brasil, sem tolerância, sem respeito e quanto mas tem condições financeiras, menor é o respeito social.
    Ninguém tem direito de ofender e muito menos jogar qualquer coisa como forma de punir alguém.
    Essa moça não deveria está em público com os filhos. Afinal estamos em uma PANDEMIA
    As pessoas do carro também estavam em um lugar errado, mas isso cabe à POLÍCIA e JUSTIÇA, repreender o motorista e as moças.
    Essa moça do bar pode ser denunciada por agressão.

  31. Todo mundo errado nesse rolê e se achando o dono da razão: se aglomerando no meio da pandemia, uma admite que tava com o carro estacionado ouvindo som alto, a outra é agressiva, enfim, zero civilidade.

  32. Nada a ver o que vc está falando não vi preliminares nenhuma pra mim vc está com recalque deixa as moças se divertirem.alias quem começou tudo foi vc .foi merecido os tapas que ela te deu !??? Aliás em época de pandemia e um monte de pessoas aglomeradas .

  33. Nada a ver o que vc está falando não vi preliminares nenhuma pra mim vc está com recalque deixa as moças se divertirem.alias quem começou tudo foi vc .foi merecido os tapas que ela te deu !??? Aliás em época de pandemia e um monte de pessoas aglomeradas .

  34. Bem feito! Mereceu o tapa e muito mais! A mulher do carro nao estava fazendo nada de mais, apenas se divertindo em uma via publica sem incomodar os demais. Ao meu ver, a mulher que jogou copos de àgua na moça do carro teve um ataque de recalque porque nao era ela a se divertir numa sexta feira a noite com amigos, talvez por nao ser tão bonita. Quanto ao marido dela, deve ter realizado o sonho de ver os seios da mulher do carro, pois, nao havia necessidade de arrancar o biquini da mulher. Alias, o correto seria ele anotar a placa do carro e prestar queixa de agressão. Sei que é dificil se manter fria ante uma atitude dessas, mas no lugar da moça do carro eu teria rido e parado na primeira patrulha, voltado vom os policiais e apresentado uma queixa. Deixava ela explicar a razão de ter jogado coisas em mim. Dessa forma ela nao teria perdido a razão. Mas olha, a mulher que levou a fritada na cara deve estar com o rosto ardendo sté agora.

  35. Falta de decoro, ficar fazendo preliminares num carro no meio da rua… Atentado ao pudor obviamente! Falta de valores de moral de respeito ao proximo. E o rapaz fez certinho em defender a moça! Ela não queria aparecer então que mostre tudo logo!

    • Foi a versão dada, depois, pela arquiteta que jogou garrafas d’água, de que rolava preliminares. O que para ela seriam preliminares? Beijos (?) E como não supor que esteja mentindo ou aumentando para se safar… Ela até falou que não ganhou tapa. Que se esquivou…
      Ahh não existe mais atentado ao pudor…
      O que tem é Ato obsceno é crime com sujeito passivo a coletividade (não meia dúzia de conservadores nos costumes – mas liberais na economia)
      E teve ainda o que pareceu ser agressão sexual do marido da arquiteta que arrancou a parte superior só biquíni da outra…

  36. Pelo o que eu li , as duas mulheres estavam se beijando e depois fazendo preliminares com o motorista. A arquiteta jogou água porque se sentiu ofendida com esse ato libidinoso. Eles pararam em frente a um restaurante, tinha idosos e crianças. Foi uma falta de respeito!!!! Elas podem se beijar, fazer as preliminares entre eles porém,num lugar reservado.

    • Você leu isso mesmo. Também li. Foi a versão dada, depois, pela arquiteta que jogou garrafas d’água. O que para ela seriam preliminares? Beijos (?) E como não supor que esteja mentindo ou aumentando para se safar… Ela até falou que não ganhou tapa. Que se esquivou…
      Ato obsceno é crime com sujeito passivo a coletividade (não meia dúzia de conservadores nos costumes – mas liberais na economia)
      E teve ainda o que pareceu ser agressão sexual do marido da arquiteta que arrancou a parte superior só biquíni da outra…

      • Leu não eu vi no vídeo agora só não vi ali duas empresárias e um funcionário da Petrobras O que aparece no vídeo são duas lésbicas se beijando e um cara também beijado na maior putaria no meio da rua

  37. Ficou com invejinha e tocou agua, aconselho a linda mulher de biquíni, a ingressar com um processo contra o marido da recalcada, pois ele não poderia tocar nela e muito menos arrancar sua roupa!!!
    Ganha fácil!!!

  38. Nada a ver jogar objetos nos outros. Atentado ao pudor não existe mais. Se for ato obsceno, não cabia à “juíza” ou ao “juiz” da moral e dos bons costumes de plantão no Leblon à noite executar a moça do carro com aquele projétil. Andar de biquíni e namorar à noite em zona de praia, além de não ser crime ou infração, é cultural naquela área. Hipocrisia falar de pudor nesse caso. Se quer sossego, vá lanchar em ambiente pudorado. E foi feia a atitude daquele cara em se estapear e arrancar o sutiã da moça. Aí, sim, pra mim, houve agressão.

  39. se for assim tudo que me incomodar vou jogar agua? ( garrafa ne ) ae voltamos no passado quando pessoas se incomodavam com moradores de rua e tacavam fogo e assim que devemos proceder ( existe a PMRJ liga filma taca processo ae sim esta fazendo a coisa errada ainda tem mais o marido quase agredindo a mulher e como vimos no video a briga foi de mulher nao tem homen que se meter e capaz ainda de ganhar um processo de agressao e tudo se reverter bom dia a todos e nao se incomodem pois politicos fazem o que fazem e ninguem vai la tirar ninguem mesmo incomodado.

  40. Concordo, não houve nada de ato obsceno, até porque elas não estavam sem roupa. Elas estavam em via pública e em nada desrespeitaram pessoas adultas que estavam jantando no restaurante e muito menos crianças, até porque criança nem entende. A moça que reclamou quis se aparecer com esse vídeo.

  41. Estou apoiando a de biquíni, que dentro da sua esfera de liberdade foi agredida, por conta de intolerância.
    Ninguém tem nada que atirar coisas porque não gostou de ver algo como duas pessoas do mesmo sexo se beijando. A mulher ainda fala que acontecia preliminares. Não tem nada no vídeo capaz de atentar contra a coletividade. Se ela fez juízo moral, tomou pelo seu mundo limitado. Então, não serve para o crime de ato obsceno.

      • O ato obsceno tem que ser capaz de atingir a coletividade.
        Três se beijando não é capaz.
        Ali não estão na frente de uma creche e escola primária.
        Meus dúzia que se sente desconfortável por ser conservadores nos costumes – mas liberais na economia – não tem direito de agredir lançando o que for contra ninguém, nem verbalmente, nem, ainda, agressão sexual arrancando parte de cima de biquini.
        Se o trio enquanto se divertiam o primeiro cometeu infração de trânsito, é outra questão resolvida por autoridade e na esfera administrativa.

        • Exatamente. Na economia vale a lei do mais forte e q se danem os miseráveis. Nos valores morais eles querem intervir sem ‘pudor’ algum.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui