Museu do Amanhã apresenta programação especial em celebração ao ‘Novembro Negro’

Mês da Consciência Negra trará debates abertos ao público e atividade na Horta do Amanhã

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Cleomir Tavares/ Diario do Rio

O Museu do Amanhã preparou uma série de iniciativas para marcar a importância e o simbolismo do Dia da Consciência Negra. O chamado Novembro Negro chega com uma programação que inclui a última edição do ano de “Encontros para o Amanhã” e uma oficina sobre o poder ancestral das ervas na Horta do Amanhã

A instituição promove, na quinta-feira (06/11), a última edição do ano do evento com o tema “Ficções à Brasileira” e vai reunir a poeta e atriz Elisa Lucinda e a empreendedora social Sil Bahia, com mediação da poeta e tradutora Stephanie Borges. O ponto de partida para esse encontro é a exposição “Sai-Fai: Ficção Científica à Brasileira” em cartaz no Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA) do Museu do Amanhã. No dia a mostra ficará aberta para visitação excepcionalmente até às 19h. Para participar, é necessário retirar o ingresso no site da Sympla. A programação conta com o apoio da Embaixada da França no Brasil. 

A Horta do Amanhã é o local escolhido para a atividade com a Mãe Celina de Xangô no último domingo do mês (26/11). Sob o tema “Cuidado Ancestral: O Poder das Ervas” a ialorixá, com 30 anos de iniciação no Candomblé, vai ensinar sobre as propriedades das ervas, o uso em banhos e outras receitas, além de também relatos de experiências e vivências únicas da palestrante, possibilitando uma experiência de autocuidado, aprendizado e vivência de terreiro para os participantes. 

Museu do Amanhã Recebe Expedição “Darwin200”

Advertisement

Leia também

‘Guadalupe’, ‘Lobo Júnior’, ‘Fiocruz’ e mais: confira os nomes das 20 estações do BRT Transbrasil

Dengue: Ministério da Saúde envia 1º lote de vacinas enquanto RJ intensifica medidas de combate

Em novembro, também, o Museu do Amanhã vai trazer para o Rio o projeto Darwin200. Com a missão de transformar positivamente o mundo, a iniciativa é baseada na jornada histórica de Charles Darwin a bordo do barco HMS Beagle, que ocorreu há duzentos anos.

A iniciativa reúne líderes engajados em projetos ambientais que embarcam em cada um dos portos pelos quais Charles Darwin passou e fazem do navio um laboratório para suas pesquisas. E de 4 a 15 de novembro, o barco Darwin200 estará atracado no píer ao lado do Museu do Amanhã e funcionará como um lugar de estudo itinerante para esse grupo.

Os líderes que estiverem a bordo, terão uma agenda de atividades exclusivas para os participantes do projeto que inclui visitas de campo a projetos e iniciativas de conservação da biodiversidade no Rio de Janeiro, atividades on-line gratuitas como palestras, experimentos e eventos semanais. No próximo sábado (11/11), Sarah Darwin, tataraneta do naturalista, participa de uma roda de conversa sobre a relevância do legado de Charles Darwin e os desafios atuais, Stewart McPherson revela a jornada da expedição Darwin200 pelo Brasil e jovens brasileiros contam sobre suas iniciativas relativas à conservação, no auditório do museu.

Sobre Darwin200 – Roda de conversa com Sarah Darwin, Stewart McPherson e Líderes Darwin

Confira Abaixo a Programação Completa de Novembro no Museu do Amanhã

Novembro Negro:

Encontros para o Amanhã – Ficções à Brasileira

  • Data: 9/11/2023
  • Local: Auditório do Museu do Amanhã
  • Horário: 19h
  • O ingresso é gratuito e deve ser retirado pelo site da Sympla.

Mãe Celina na Horta do Amanhã

  • Data: 26/11
  • Local: Horta do Amanhã  
  • Horário: 15h às 16h30
  • Ingresso: Realizar o credenciamento no mesmo dia, de 14 às 14h30 no próprio Museu
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Museu do Amanhã apresenta programação especial em celebração ao 'Novembro Negro'

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Museu do Amanhã apresenta programação especial em celebração ao 'Novembro Negro'
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui