Museu do Amanhã à noite

A exposição “Pratodomundo – Comida para 10 bilhões” ganhou a medalha de bronze a do Grand Prix (antigo International Design & Communication Awards – IDCA) na categoria Design de Exposições Temporárias. O anúncio foi feito nesta terça, dia 18, em Copenhagen. O prêmio é entregue às iniciativas mais inovadoras e criativas de museus e centros culturais pelo mundo. Concorreram com o museu exposições temporárias do Museu de Ciências Naturais da Bélgica e do Museu de Belas Artes de Boston, nos Estados Unidos.

O Museu do Amanhã já ganhou três medalhas do Grand Prix, todas em 2016: de ouro na categoria Melhor Cenografia de Exposição Temporária e de bronze como Melhor Comunicação de Exposição Temporária, ambas para “O Poeta Voador, Santos Dumont”; e o bronze como Melhor Cenografia para Exposição Permanente.

Prato do Mundo - Museu do Amanhã

Inaugurada em 12 de abril no Museu do Amanhã, “Pratodomundo” já foi visitada por mais de 65 mil pessoas. A partir da pergunta de como vamos alimentar 10 bilhões de pessoas, o número estimado da população mundial na década de 2050, com diversidade na produção, respeito ao meio ambiente e qualidade nutricional, a exposição apresenta os desafios das mudanças climáticas, a redução da biodiversidade, extremos como a fome e a obesidade e a distribuição desigual dos alimentos. Mas também pretende levar o público a conhecer e refletir sobre possíveis soluções, como o cultivo em regiões pouco exploradas (tundra, oceanos e desertos), além do consumo de alimentos como algas, insetos e plantas.

Pao-do-Ouvidor
Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

Ter sido reconhecido pela premiação do Grand Prix só traz reconhecimento para a qualidade do trabalho feito pela equipe do Museu do Amanhã, já que a Pratodomundo foi feita pela equipe do IDG, que é a instituição que administra o museu e a sua programação. Isso atesta a continuidade do trabalho feito desde a inauguração e indica que estamos seguindo no caminho de excelência para as exposições e a programação de um museu de ciências focado nos desafios para o futuro, entre eles como alimentar 10 bilhões de pessoas com qualidade nutricional e sustentabilidade, criando esse diálogo com os temas principais desse museu. É uma alegria ter esse reconhecimento, pouco mais de um mês da abertura da exposição”, comemora Leonardo Menezes, curador da exposição e gerente de Conteúdo do Museu do Amanhã.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui