Museu Nacional de Belas Artes comemora 85 anos nesta quinta-feira

Em comemoração, será realizada uma apresentação presencial com obras recém chegadas ao acervo e uma palestra realizada por técnicos do museu

Museu Nacional de Belas Artes - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

Nesta quinta-feira (13/01), a partir de 15h, o Museu Nacional de Belas Artes/Ibram completa 85 anos de criação. Em comemoração, será realizada uma apresentação presencial com obras recém chegadas ao acervo, dentro do projeto MNBA: Aberto para Obras.

O público vai poder ver o conjunto de obras de arte incorporadas à coleção no fim de 2021. São dez trabalhos do artista Di Cavalcanti (1897-1976), uma de Djanira (1914-1979) e outra de Emeric Marcier (1916-1990). Além da exibição, haverá uma palestra sobre este acervo, a ser ministrada por técnicos do museu.

Tendo produzido obras que dialogavam com o imaginário cultural e social brasileiro, o modernista Di Cavalcanti foi um pintor, caricaturista e ilustrador carioca, que ajudou a organizar a Semana de Arte Moderna, realizada em São Paulo, em 1922.

Nascida em Avaré(SP), Djanira da Mota e Silva retratou os costumes, os hábitos e a alma da sua gente, entre outros temas. Já o artista romeno(naturalizado brasileiro) Emeric Marcier dedicou-se aos temas religiosos.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui