Na Baixada, Rodrigo Neves critica corrupção na Saúde no Estado do Rio

Foto: Alex Ramos

O candidato a governador do Rio de Janeiro pelo PDT, Rodrigo Neves, não poupou críticas à gestão da Saúde no Estado durante a pandemia e lembrou as denúncias de corrupção que culminaram com o impeachment do ex-governador Wilson Witzel, que foi eleito junto com Cláudio Castro, seu vice. As declarações foram feitas na tarde desta terça-feira, 23, durante caminhada com apoiadores no calçadão de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

O governo Witzel/Cláudio Castro abandonou o povo na pandemia. Este atual governo faz uma má gestão na Saúde, e ainda foi pego em corrupção com os hospitais de campanha, aqueles de lona que não funcionaram”, afirmou.

Rodrigo destacou a necessidade de investimentos em Saúde e contou que planeja transformar o Hospital da Mulher Heloneida Studart. “Nós vamos modernizar o Hospital Heloneida Stuart, vamos investir para fazer deste hospital mais do que um hospital maternidade: vamos transformá-lo em um grande hospital geral para a população de São João de Meriti”.

Na Educação, considerada prioridade no programa de governo do PDT, Rodrigo reafirmou o compromisso de reformar e reabrir todos os CIEPs que hoje estão abandonados, dobrar o investimento em ensino profissionalizante e fazer parcerias com as prefeituras para garantir o acesso universal à creche.

“Vamos fazer parceria com todos os prefeitos, de todas as cidades, para que em quatro anos todas as crianças da Educação Infantil estejam em creches em horário integral. Isso é importante para as crianças e é fundamental para as famílias, para as mulheres, para as mães trabalhadoras”, disse Rodrigo Neves.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui