A esquerda, tal qual Narciso, acha feio tudo aquilo que não é espelho. Então se você não concorda em 100% com eles, você é tudo de errado possível que possa existir na política. E entre tudo inclui chamar de anti-democrático e fascista, afinal, cometemos o pecado maior que é pensar diferente deles.

E, vejam, não é por votar no Bolsonaro, antes dele o fato de declarar filiação ao DEM já era suficiente para ser chamado de racista, homofóbico, odiar pobre, machista. O problema não é o político, não é o partido, o problema para a nossa esquerda, é não concordarmos com eles.



Chamam de golpista quem apoiou o impeachment, mas acusam juízes da 1ª, 2ª e Supremo de conluio para fraudar a eleição. Xingam os outros de corruptos, mas recebem ordem direto de dentro de uma cela. É natural, na concepção deles, que um presidenciável viaje uma vez por semana para saber o que fazer de um condenado, afinal, é preso político. Mas os outros não, inclusive a pena é pequena para eles.

Sou de direita, sou conservador e a favor da família, não importa como ela seja feita. São 2 homens, 2 mulheres, 1 homem e 1 mulher, com filhos, sem filhos, ou no meu caso, com cachorros. Só que, sou um homofóbico e machista, já que penso um pouquinho diferente. Concordo com a revisão das leis trabalhistas, logo odeio pobre (como diriam, o que odeio é a pobreza). E como acho que tem de privatizar tudo, sou entreguista. É mais fácil criar rótulos.

Eles pensam que nosso ídolos são Hittler, Franco ou Mussolini, afinal, nada conhecem de história, a não ser o que aquele professor vindo direto do Centro Acadêmico ensinou. Não, nossos ídolos são Margaret Thatcher, Ronald Reagan e Winston Churchill, no Brasil, pode não ter nenhum como eles, mas já é um espelho bem maior do quem estava no poder.

E todo apoio a Jair Bolsonaro e que traga de volta o otimismo ao brasileiro.

4 COMENTÁRIOS

  1. Vivemos uma era de extremos e de bipolaridade. Como alguém que se considera de centro-esquerda concordo e defendo muitas coisas que você acredita aí.

    Mas eu realmente acho que Bolsonaro está um passo além desse diálogo. Realmente, MUITA gente de esquerda banalizou o “fascista” com a direita em geral, o que é lamentável. Mas deste pecado eu não me arrependo.

    E não acho que todo mundo que vote em Bolsonaro seja fascista, sequer a maioria. Mas acho que teremos um governo fascista com ele, que será ruim para todos INCLUSIVE para a direita.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui