Foto: Divulgação

O navio MV Logos Hope, considerado a maior livraria flutuante do mundo, já está atracado em Santos, no litoral paulista, onde fica até o final da próxima semana. No próximo dia 19/09, chegará ao Píer Mauá, no Porto Maravilha, aqui no Rio de Janeiro. Na Cidade Maravilhosa, o Navio fica até 06/10.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Durante a estadia, haverá cobrança de R$ 5,00 pela entrada, com isenção para crianças menores de 12 anos e adultos maiores de 65. No convés principal fica o acervo de livros, com literatura infantil, romances, ciências, esportes, artes, culinária e literatura religiosa. A maior parte das obras está em inglês, mas há uma oferta na língua de cada país visitado.

Pao-do-Ouvidor
Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

Com mais de 5 mil livros a bordo, o navio ficará aberto à visitação pública, oferecendo também acesso a salas de teatro, concertos e conferências.

Nas cidades em que aporta, a embarcação monta uma estrutura para doação de livros ou para venda a preço médio de R$ 20,00.

A tripulação é composta por 440 voluntários de 65 países, que trabalham em um projeto humanitário, mantido por uma organização cristã sem fins lucrativos, de origem alemã.

Depois do Rio, seguirá para Vitória, Salvador e Belém. O Logos Hope iniciou no ano passado uma volta pelos países da América Latina, começando pela Colômbia.

O navio já foi visitado por cerca de 47 milhões de pessoas em 150 países, nos 40 anos do projeto.

3 COMENTÁRIOS

  1. Decepção!!!!
    Gente, fomos, eu + minha amiga e o neto dela, conhecer o tal navio biblioteca, o “Logos Hope”. Maior FURADA!!! Entramos na fila às 10:44h. Até aí tudo bem. 1° fds, a publicidade grande. Depois de “rodar a Praça Mauá numa fila que rodava fazendo voltas e minhocas de todo tipo”, entramos nos portões do cais. Pensa que acabou???? Ledo engano!!! A partir daí passamos às filas de cordas que faziam as vezes de “baias” e pareciam um bando de gado indo ao abate. Com pelo menos MIL pessoas à minha frente, centenas das quais crianças inclusive de colo já beirando a exaustão, pois não era permitido ao menos sentar fora do espaço das baias (haviam adolescentes muito MAU orientados que avisavam que foras as baias era espaço do porto e não era permitido acesso, nem mesmo para sentar na beira da escada!). Isto para chegar às cabines de ingresso onde 2 (isso mesmo 2) adolescentes vendiam e atendiam como podiam. Acabou??? NÃO!! Depois havia de tudo: grupos de igreja, grupos de escoteiros/Bandeirantes, grupos de escola, idosos, todos alegando prioridade. A partir daí, eu (já exausta e arrependida da empreitada depois de mais de 3:30h de fila) só estava ali em respeito à empolgação do meu pequeno em conhecer e entrar em um navio.
    Esqueçam o que dizem os posts sobre 9 andares, maior biblioteca, entrar e poder ficar livremente o tempo que lhe aprouver… Entramos como gado e, o tempo todo somos conduzidos assim lá dentro. A “maior” biblioteca não passa de uma sala (a foto desta sala está no site – e é só aquela mesma!) Com livros onde sua esmagadora maioria, ou era em inglês e espanhol, ou eram bíblias. Pra não sair de mãos vazias, comprei 2 cartelas de adesivos e um livro de colorir (em inglês) pro meu neto. Gente, pra quem conhece a Livraria Saraiva (ou Moderna) do Norte shopping – é 2 vezes maior que a sala dos livros deste navio. E nisto vamos sendo “manobrados” para chegar à saída. O site cita vários andares de biblioteca. MENTIRA!!! Os livros que você vê são tão e somente estes da salinha para compra. Minha conclusão é: PROGRAMA NEM PRA ÍNDIO VER, BANQUINHA DE LIVROS DISFARÇADA DE PROGRAMA CULTURAL E MUITO PESSIMAMENTE ORGANIZADA (SE É QUE PODEMOS CHAMAR ASSIM O QUE VI HOJE.
    Ana Beatriz e Giselle de Andrade

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui