Amarelinho da Cinelândia - Foto: Reprodução

Um dos estabelecimentos gastronômicos mais tradicionais da boemia carioca, o bar e restaurante Amarelinho da Cinelândia, na região central do Rio de Janeiro, não mais será vendido à rede Belmonte, conforme anunciado há pouco mais de 1 mês.

De acordo com informações do ”Blog do Ancelmo Gois”, do jornal ”O Globo”, embora a negociação dos atuais proprietários do Amarelinho com o empresário Antônio Rodrigues, dono do Boteco Belmonte, estivesse fluindo bem, o acordo acabou não acontecendo.

Em contrapartida, vale ressaltar que, segundo os atuais responsáveis pela casa, há intenção e expectativa de reabertura do Amarelinho para 2022, mediante a retomada do fluxo comercial do Centro do Rio, que caiu acentuadamente devido à pandemia de Covid-19.

Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

Centenário Amarelinho

Fundado há 100 anos, isto é, em 1921, o icônico Amarelinho da Cinelândia já teve sua história contada pelo DIÁRIO DO RIO, em agosto de 2015. Situado na Praça Floriano, ao lado da Câmara Municipal da capital fluminense, o local, além de sempre ter sido um point de happy hour para os trabalhadores da região, era frequentado por célebres nomes como Oscar Niemeyer, Mário de Andrade e Vinicius de Moraes.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui