Baseado na crônica “No Motel”, do Luis Fernando Verissimo, sobre casais que ficam presos em uma quarentena numa dessas Disneylândias de adulto, o veterano roteirista Paulo Halm escreveu a comédia “Ninguém Entra, Ninguém Sai”. Noite após noite, vários casais vão a motéis em busca de prazer ou só pra desafogar as mágoas mesmo.

No entanto, nesta noite em particular, os pares que foram ao luxuoso motel Zefiros são vítimas de um acontecimento inesperado: um dos funcionários do estabelecimento foi diagnosticado como portador de um vírus raríssimo, o “xabu”. Conclusão: eles terão que ficar ali presos, em quarentena, cercados pela polícia. O que logo se transforma num espetáculo midiático que atrai um bando de curiosos. E, claro, a atenção indesejada dos cônjuges de quem disse que só tinha ido à esquina fazer as unhas e voltava já, já.

Tem todo tipo de gente nessa ilha da fantasia cercada por tiras, médicos e uma galera querendo ver o circo pegar fogo. Ao mesmo tempo em que quase todo mundo ali se preocupa em salvar a reputação, a convivência forçada dessa fauna tão exótica vai provocando mudanças em cada uma dessas “aves raras”.

A direção da comédia “Ninguém Entra, Ninguém Sai” é do HsuChien, que tem uma trajetória longa no cinema nacional. Chien foi assistente de vários realizadores brasileiros e esse é o primeiro longa que leva a sua assinatura como diretor. Ele contou que se inspirou em dois clássicos de gêneros bem distintos pra trabalhar um grupo de personagens heterogêneos obrigados a uma convivência forçada.

“Um Convidado Bem Trapalhão”, divertida parceria entre os gênios da comédia Blake Edwards e Peter Sellers.E o drama recheado de humor sombrio “Um Dia de Cão”, que traz um dos melhores desempenhos de Al Pacino sob a batuta do diretor Sidney Lumet.

“Ninguém Entra, Ninguém Sai” tem um elenco talentosíssimo e eclético, que inclui várias escolas de humor: de “Vai que Cola” a “Porta dos Fundos”, passando por “Zorra Total”.

Disponível no NOW, episódios hilários, bizarros e catastróficos se sucedem ao longo da trama. O filme foi lançado em 2017, mas hoje é ainda mais relevante, porque a preocupação crescente com a disseminação do coronavírus tem feito chegar à imprensa alguns casos bem parecidos com o da comédia NINGUÉMENTRA, NINGUÉM SAI.

Então pessoal, por falar do mundo real, vale lembrar que a melhor proteção contra o coronavírus é lavar muito bem as mãos e cobrir a boca e o nariz sempre que for tossir ou espirrar.

E pra dar umas boas risadas, não deixe de assistir no NOW “NINGUÉM ENTRA, NINGUÉM SAI”. Para mais dicas, sintonize no canal 530 da Claro. Canal Like, a gente recomenda e você curte!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui