Niterói, cidade da Região Metropolitana do RJ - Foto: Reprodução

Uma pesquisa recente da Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta uma grande desigualdade social no Rio de Janeiro. Isso porque, de acordo com o estudo, a renda média por pessoa – calculada com base nas declarações de imposto de renda das pessoas físicas – na cidade mais rica do estado (Niterói) é cerca de 16 vezes maior que no município mais pobre (Japeri).

Cinco cidades mais ricas do RJ (ganho médio por morador):

  • Niterói – R$ 4.186,51
  • Rio de Janeiro – R$ 2.898,46
  • Macaé – R$ 1.584,43
  • Petrópolis – R$ 1.492,37
  • Teresópolis – R$ 1.431,36

Cinco municípios mais pobres do RJ (ganho médio por morador):

  • Japeri – R$ 259,93
  • Tanguá – R$ 292,57
  • São Francisco de Itabapoana – R$ 314,32
  • Sumidouro – R$ 321,31
  • Varre-Sai – R$ 353,22

Terceiro estado brasileiro com maior renda média

Paralelamente, o levantamento da FGV mostra também que o Rio de Janeiro é o terceiro estado com maior renda média do Brasil. Segundo a pesquisa, a renda média do habitante fluminense é de R$ 1.720,70, perdendo apenas para São Paulo (R$ 1.977,02) e Brasília (R$ 2.981).

Vale ressaltar que o cálculo foi realizado levando em consideração o somatório de toda a produção existente no estado dividida pela quantidade de moradores.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui