Dra. Denise Rivera | Foto: Reprodução/Facebook

A Assessora Técnica Especial da Polícia Científica do Estado do Rio de Janeiro, Dra. Denise Rivera, nomeada ao cargo no início do ano, vem desenvolvendo um trabalho de renovação na perícia oficial do Estado e tem buscado atender as necessidades da Polícia Cientifica para uma melhor prestação de serviço a população do estado. No entanto, na última sexta-feira (05/03), ela se tornou mais uma entre as muitas mulheres vítimas de ameaças.

Dra. Denise recebeu uma denúncia encaminhada pelo Programa Disque Denúncia, na qual o denunciante informava que ela sofreria um atentado. O motivo seria o descontentamento de alguns pelos avanços e melhorias que ela está promovendo na polícia científica. A Inteligência da Polícia Civil e da Polícia Militar já foram acionadas e a proteção da perita será reforçada, bem como as demais providências cabíveis estão sendo tomadas. A denúncia está sendo investigada.

Esta é uma tentativa covarde de me conter. Como perita e profissional que sou, me sinto até de certa forma honrada, pois isso significa que estou no caminho certo e fazendo o que me comprometi: uma gestão ética e pautada na competência. Já como mulher, ser ameaçada com o intuito de limitar a minha atuação, é extremamente covarde“, relata Dra. Denise.

A perita ressalta que em menos de dois meses no cargo já promoveu mudanças significativas, como a captação de mais de 3 milhões de emendas parlamentares para serem aplicadas em projetos da polícia científica, visitas a inúmeros postos no estado e projetos de implantação de salas específicas para o atendimento à mulher vítima de violência, as chamadas Salas Lilás.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui