EM Barão de Santa Margarida - refeitório tb sem circulação de ar adequada

O vereador Tarcísio Motta (Psol), relator da Comissão de Representação de Educação, visitou três escolas em Campo Grande para avaliar as condições estruturais das unidades para o retorno das aulas presenciais nesta quinta-feira (11/02). Acompanhado por outros vereadores, Motta foi às escolas municipais Rosária Trotta, Visconde do Rio Branco e Barão de Santa Margarida. As três apresentaram problemas que precisam ser solucionados antes do retorno dos estudantes.

Salas que não atendem o distanciamento determinado no protocolo, infiltrações e falta de circulação de ar foram alguns dos problemas identificados. Segundo o vereador, a maior dificuldade do colégio Rosaria Trotta será adaptar o refeitório para aplicação do protocolo de prevenção à Covid-19. Já na escola Visconde do Rio Branco, o problema maior é a circulação de ar: “As janelas das salas estão vedadas, chumbadas, é impossível aplicar qualquer protocolo de Covid-19 nessas salas do jeito que estão”.

Além disso, há muitos professores com comorbidades e necessidade de obras na cozinha e no refeitório. Na escola Barão de Santa Margarida, apesar de ser uma unidade de grande porte, com mil alunos, não tem banheiros suficientes para atender os estudantes e profissionais.

As visitas continuarão sendo feitas pelos vereadores para acompanhar as ações realizadas nas escolas e identificar incompatibilidades com os protocolos de prevenção à covid-19.

“Só pode haver retorno das aulas presenciais se for seguro de fato para os estudantes e profissionais da educação”, reforça Tarcísio Motta.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui