Foto: Diego Gonzaga/Divulgação

Parece que 2021 foi mesmo o ano dos cactos (entendedores entenderão!). O novo “Mirante do Cactário” – dedicado à exposição de cactos e suculentas – foi aberto à visitação pública no sábado (05/06). O local fica no Jardim Botânico do Rio e ganhou uma estrutura grandiosa revestida por madeira. Viva o novo cactário! Que todos esses cactos floresçam bonitos e despertem caminhos de renovação em nós.

Instalado em uma área de 3 mil metros quadrados, o cactário atrai um grande número de visitantes devido às formas, resistência e texturas inusitadas que as plantas de ambientes áridos apresentam. O cactário é composto por estufas científicas e de exposição, pérgulas e canteiros, alguns deles organizados com temas de biomas brasileiros, como cerrado, caatinga e restinga.

Atualmente, a coleção abriga milhares de espécimes e mais de 400 espécies de cactos e outras plantas suculentas. Dentre estas, há 64 espécies ameaçadas de extinção, o que torna a coleção de grande importância para conservação ex situ (conservação da diversidade biológica fora do ambiente natural).

O mirante conecta o início da trilha da Mata Atlântica e o cactário. De lá, também é possível observar o Centro de Visitantes do Jardim Botânico, edificação construída no século 16.

Particularmente, ando me identificando com o cacto desde 2020. “Pelos espinhos, Nic?” – Não. Pela selvageria de resistir, sem perder a ternura das flores. Nem tudo na nossa vida é flor, mas tudo é semente. Um ótimo sábado a todos e, assim que puder, gravo para vocês no Mirante.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui