Imagem meramente ilustrativa da região da Praça Mauá, no Centro do Rio - Foto: Reprodução

A revitalizada Zona Portuária do Rio de Janeiro, localizada na região central da capital fluminense, sempre tão visada comercialmente, ganhará, em breve, uma cara mais habitacional. Está sendo construído na Rua Visconde de Inhaúma, próximo às movimentadas avenidas Rio Branco e Presidente Vargas, o Residencial Skylux, da construtora Tegra.

Isso está ocorrendo justo no momento em que toda a cidade discute a necessidade de maior adensamento residencial nas regiões centrais do Rio, assim como a viabilidade da transformação, em prédios de moradia ou de uso misto, de diversos imóveis que hoje possuem uso exclusivo como escritórios. Especialistas em urbanismo garantem que isto irá fazer voltar a pujança do comércio local.

Para quem não sabe, a Tegra é a antiga Brascan, empresa que chegou ao Brasil no início do Século XX, e que criou a Light, e chegou a gerir o sistema de bondes do Rio de Janeiro, além do fornecimento de energia elétrica. É considerada um dos maiores conglomerados imobiliários do mundo, e tem sua sede no Canadá.

Foto: Divulgação

O empreendimento de 30 andares, que promete revolucionar a região no quesito habitacional, terá apartamentos com metragens entre 32m² e 42m² e gardens (forma moderninha de se referir aos apartamentos térreos) entre 51m² e 61m². Em relação à área de lazer, haverá um rooftop com piscina com vista deslumbrante para a Baía de Guanabara, lounge deck, espaço gourmet para festas e academia de ginástica. O empreendimento dispõe também de vagas de garagem, que poderão ser adquiridas separadamente.

Fotos: Divulgação

Grande parte das unidades têm um estilo de planta considerada muito favorável pelos arquitetos. De formato praticamente quadrado, facilita bastante a decoração e a divisão dos ambientes. A fachada, muito moderna e de vanguarda, e o rooftop com piscina de borda infinita e vista pro mar, assim como o bar da cobertura, são pontos altos. E pra quem fica preocupado com o custo de um condomínio que terá todas estas facilidades, uma informação boa: o valor da cota de condomínio está estimado pela Tegra em cerca de R$ 13,00 por cada metro quadrado da unidade.

Vale ressaltar que o Residencial Skylux, além de estar localizado no ”coração” do Centro do Rio, com fácil acesso a todas as áreas locais e aos meios de transporte, ficará próximo a variados museus, à Praça Mauá e ao Boulevard Olímpico. A proximidade de todos os vetores de transporte é considerada por especialistas como um fator de grande valorização do empreendimento.

O Shopping Paço do Ouvidor é referência no Centro do Rio. Passa no Paço

Diretor da Sérgio Castro Imóveis, imobiliária que há muitos anos é referência no Centro do Rio, Claudio Castro destaca a modernidade e a nova tendência que é morar na região, além da compra do imóvel como um investimento tanto para morar quanto para fazer dinheiro.

”Morar no Centro é o que há de mais moderno, atual, lógico e até ecologicamente correto. Esta iniciativa da Tegra se coaduna com as apostas de 10 entre 10 especialistas em mercado imobiliário carioca. Com o preço certo, a demanda reprimida de gente que quer morar ali gerará um absoluto sucesso de vendas, ainda mais neste momento em que as taxas de juros estão tão baixas. Haverá compradores investidores e compradores para morar”, diz Claudio Castro.

Foto: Divulgação

A imobiliária já está cadastrando compradores interessados em morar no centro que possam adquirir as unidades do novo edifício, e será uma das principais empresas cadastradas para vender as unidades.

Após o fechamento desta matéria, foi revelada a “linha de tabela” do empreendimento, que é uma espécie de previsão do preço das unidades, antes do lançamento. As unidades devem ser vendidas a partir de R$ 330.000,00 cada.

Sergio Castro Imóveis
Filial Porto Maravilha
Rua Sacadura Cabral, 301
Telefones: 2292-0080 / 99852-7726 (WhatsApp)

8 COMENTÁRIOS

  1. Não so´a Tegra mais que outras construtoras invistam no centro;pois tem muito espaço e imóvel em péssimas condições que se demolidos podem dar lugares a prédios lindos e acessíveis a população já que o centro urbanizado atrairá muitos moradores.Parabéns.

  2. Interessantíssimo, se souber trabalhar o perfil desses novos moradores, tem tudo para dar certo.Jovens de classe-media estão com uma demanda reprimida de moradia pelos altos valores cobrados na cidade e ainda habitam a casa de seus pais. Essa inovação pode trabalhar esse público e gerar revitalização ao centro

  3. Tenho que elogiar a Tegra.
    Nesse empreendimento que é mais vertical e isso contribui para um desenvolvimento sustentável segundo a ciência, pois ocupa menos espaços largos.

  4. Parabens Tegra pela iniciativa !! Na minha opnião já era em tempo da cidade Rio de janeiro ser semelhante as outras cidades onde Centro também ha areas residencias e não somente comercial.
    Mas vejo tambem a necessidade de bastante policiamento .

    Parabens!!

  5. Espero que não tenha sido assim:
    “Na Tijuca, sua simpatia não funcionou. Depois de negociar a compra de seis casas de vila para a construção de um hotel, faltou a derradeira, no fim da rua. Avaliada em R$ 1,2 milhão, pertencia a uma senhora de 70 anos:
    – Eu disse que pagava R$ 2 milhões, ela respondeu que não vendia nem por R$ 10 milhões. Então o meu cliente, que tinha comprado as seis casas, demoliu todas, e deixou o entulho no lugar.
    Resultado: a senhora cravou que, a partir de então, não venderia nem por R$ 20 milhões.
    – Quatro semanas depois, a velha saiu para trabalhar, e ele demoliu a casa dela, alegando ter sido um engano. Pagou R$ 6 milhões de indenização e ficou por isso mesmo.
    Castro não revela o nome do hotel”.
    http://www.ademi.org.br/article.php3?id_article=51087

  6. Gostaria de parabenizar a Tegra por esse lançamento residencial incrível. Obrigado por investir no Porto Maravilha! Já temos o Museu do Amanhã, Museu de Arte do Rio, o Aqua Rio, a maior roda gigante da América Latina, o mural do Kobra, o CCBB, o Aeroporto Santos Dumont pertinho e o VLT que deixa a região com um ar de cidade europeia. O Porto já é uma área turística e tem um potencial incrível para se tornar um bairro residencial movimentado, moderno e descolado como Botafogo e Tijuca. Que esse seja o primeiro residencial de muitos! Viva o Porto Maravilha, viva o centro do Rio!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui