Bruno Kazuhiro tomando posse como novo secretário de Infraestrutura e Obras do estado, em novembro - Foto: Magá Jr.

É um fato sabido que a sociedade, nas mais diversas áreas, sempre precisa se renovar. A experiência, sem dúvidas, é algo muito importante, mas caso a oportunidade nunca seja dada, não é possível chegar até ela.

Nesse quesito, o Governo do Estado do Rio de Janeiro tem sido bastante ”entusiasta”. Nas secretarias, por exemplo, o governador Wilson Witzel tem dado chance a pessoas consideravelmente jovens.

Na Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Marcelo Queiroz, de 35 anos, tomou posse em outubro. Antes, ocupava a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e também já foi vereador, deputado estadual e secretário de Administração.

Marcelo Queiroz, secretário estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento – Foto: Divulgação

De acordo com ele, ”o governador Wilson Witzel tem sido pioneiro em transformações no estado e realmente tem dado oportunidade aos jovens e também às mulheres”.

Sobre seu trabalho na Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Queiroz ressaltou os desafios à frente da pasta.

”Temos um desafio enorme que envolve os jovens: mostrar a importância do agronegócio como novo potencial de desenvolvimento do estado e aproximar a produção rural das Universidades Públicas e Privadas e do movimento Empreendedor. Um grande objetivo à frente da pasta é usar como exemplo o que o governador fez e dar oportunidade aos jovens que defendam uma Agro do Rio”, conclui Marcelo.

Queiroz recebe cumprimentos de Witzel – Foto: Reprodução/Internet

Outro nome bastante conhecido na política do Rio de Janeiro compondo o Governo Witzel é o de Pedro Fernandes, de 36 anos, atual secretário de Educação.

Filho da vereadora Rosa Fernandes, Pedro foi deputado estadual por 11 anos (2007 a 2018). Além disso, antes de assumir a Secretaria de Educação, em janeiro deste ano, na esfera estadual também foi secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social (02 a 07/2017).

Já no âmbito municipal, foi secretário de Meio Ambiente (04 a 06/2008).

Pedro Fernandes, secretário estadual de Educação – Foto: Divulgação

Para completar seu extenso currículo, ocupou o cargo máximo da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos tanto no estado (01 a 02/2017) quanto no município (10/2017 a 04/2018).

Pedro Fernandes discursando, observado por Witzel – Foto: Reprodução/Internet

Visando promover o equilíbrio econômico, social e ambiental do estado, a Secretaria das Cidades atualmente é liderada por Juarez Fialho, de 34 anos, que fez carreira como consultor financeiro e auditor independente.

Juarez Fialho, secretário estadual das Cidades – Foto: Divulgação

Sempre atento às demandas das prefeituras, sua função à frente da pasta é garantir o acesso dos 92 municípios aos equipamentos e políticas públicas estaduais.

Segundo da esquerda para direita, Fialho em compromisso pela Secretaria – Foto: Reprodução/Internet

Já na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, quem ”dá as ordens” é o advogado tributarista Lucas Tristão, de 32 anos.

Ex-aluno de Witzel no curso de Direito da Universidade de Vila Velha, no Espírito Santo, Tristão diz que sempre teve no governador uma ”referência intelectual e profissional”.

Lucas Tristão, secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais – Foto: Reprodução/Internet

”A oportunidade dada pelo governador a gestores mais jovens é vital para o Rio de Janeiro, em um momento em que o estado necessita de energia, motivação e diferentes perspectivas. A decisão reflete o compromisso de um governo comprometido com mudanças e que prioriza a inovação como um fator estratégico para a superação de problemas, em busca de resultados. É um modelo de gestão que dá oportunidades e incentiva a participação de jovens talentos na administração pública”, diz Lucas.

O atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais já prestou assessoria e consultoria a empresas de diversos segmentos, como logística, construção civil, infraestrutura, óleo e gás, além do mercado financeiro, em toda a Região Sudeste.

Tristão apresentando parte de seu trabalho à frente da Secretaria – Foto: Reprodução/Internet

Por fim, mas não menos importante, o mais jovem secretário do Governo Witzel, recém empossado ao cargo. Com 31 anos, Bruno Kazuhiro assumiu há 1 mês a Secretaria de Infraestrutura e Obras.

Presidente nacional da Juventude do Partido Democratas (DEM), Kazuhiro é formado em Direito pela UFRJ e Mestre em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ).

Antes de assumir a Secretaria, era assessor parlamentar do vereador Cesar Maia e colunista político do DIÁRIO DO RIO.

Bruno Kazuhiro, secretário estadual de Infraestrutura e Obras – Foto: Reprodução/Internet

”A sociedade fluminense elegeu o governador Witzel justamente porque queria uma cara nova, mas uma cara nova que trouxesse com ela uma competência técnica e ética. Portanto, acredito que o governador, tendo sido juiz e defensor público, demonstrou à sociedade que tinha um currículo qualificado e, ao mesmo tempo, demonstrou com a conduta, as propostas e a linguagem que era um cara que iria combater a corrupção”, disse o secretário, que ainda complementou.

”Eu acredito que é natural que o secretariado dele também tenha esse tipo de perfil. Caras novas, pessoas que tenham conhecimento técnico, competência pra fazer um bom trabalho, e que sejam honestas, éticas e mudem um pouco o panorama que a gente estava vivendo no estado até a gestão anterior, onde ocorreram equívocos e desvios lamentáveis”, conclui Kazuhiro.

Kazuhiro analisando o projeto de retomada do Instituto Estadual do Cérebro – Foto: Divulgação

Certamente, é sempre bom ter ”sangue novo” na política, e isso está acontecendo no secretariado do Governo Witzel.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui