O Palácio Vigia é um moderno centro empresarial localizado na localização mais nobre de todo o Centro do Rio de Janeiro. Fica bem na esquina da Rua do Ouvidor com a Rua da Quitanda, no meio da Zona Bancária, e onde estão localizados os escritórios de preço médio mais alto. Fica a poucos metros do Shopping Paço do Ouvidor, em frente à Galeria Sulamérica, junto ao centro histórico que reúne prédios da importância do Paço Imperial, Praça XV, Convento do Carmo, e a poucos metros da Igreja onde foi coroado o Imperador Dom Pedro II.

Recentemente, após o amplamente noticiado despejo da Companhia Estadual de Habitação – CEHAB, que ocupou o prédio de 2015 a 2018 sem pagar alugueis por mais da metade do período, a VABRAD, empresa belga que desde 2011 investe em imóveis no Brasil, retomou a posse do prédio e vem investindo em sua reforma.

O prédio original, adquirido de uma empresa de seguro saúde, havia sido construído nos anos 40, e utilizado como sua sede durante décadas. Sua localização, seguindo a tese de Donald Trump (“Location, Location, Location” ), foi suficiente para que a decisão de realizar a reforma fosse tomada em poucas semanas. “Não há localização melhor”, diz Wilton Alves, Diretor da Sergio Castro Imóveis, tradicional imobiliária que é procuradora da VABRAD no Brasil. “Um prédio moderno, bonito, e na melhor localização, contando com preço por metro quadrado abaixo da média do Centro, promete ser um de nossos principais ativos para comercialização no primeiro semestre de 2019”.

A fachada moderna, em curvas, com primoroso acabamento de vidros temperados fumês, alucobond (na medida certa) e mármore, atrai a atenção de todos os passantes, contrastando com o recentemente restaurado edifício Galeria Sulamérica e com o centro histórico da cidade. Fica pertinho da redação do Diário do Rio, no Arco do Telles, bem no meio do caminho entre nossa sede provisória aqui na Sete de Setembro e a nova redação.

Segundo Alves, sua portaria foi idealizada de forma a gerar conforto aos usuários. Com seu acabamento em Granito Azul Bahia, aço inoxidável e blindex serigrafado azul, confere um visual moderno e atrativo a grandes e médias empresas e prestadores de serviço. A porta original, em ferro fundido e bronze, foi mantida e de forma harmônica celebra o casamento entre a modernidade e a tradição. Refrigerada com moderno equipamento Trane (que inclusive reconhece as áreas de mais calor e envia mais frio àquelas áreas, tudo de forma automatizada), conta com segurança particular e equipe de portaria preparada para atender às necessidades de todos.

O prédio tem acesso controlado por 4 roletas automatizadas, devendo os visitantes registrar-se primeiramente no moderno balcão de atendimento em Granito Azul Bahia. Possui entrada de serviço separada, para receber encomendas e correspondências sem gerar qualquer transtorno para o dia-a-dia, tendo considerável espaço para carga e descarga, em corredor refrigerado, para conservar com segurança o que é entregue até o horário em que possa ser levado até o andar de destino.

O lobby dos elevadores (o prédio tem um elevador panorâmico todo em vidro (inclusive portas e cabine) e quatro elevadores em aço inox de última geração, todos da marca OTIS) é amplo, arejado e refrigerado, sendo o átrio decorado com uma parede verde, toda em samambaias iluminadas e especialmente colocadas sobre um lago quadrado em pastilhas azuis. São, no total, 5 elevadores.

Diferentemente dos prédios corporativos lançados no Centro do Rio de Janeiro, seja para venda ou locação, o Palácio Vigia será entregue com acabamento total, piso elevado em todos os pavimentos, teto rebaixado em gesso e placas de forro mineral, ar condicionado central servindo a toda a área privativa e comum, instalação elétrica e hidráulica e banheiros e copa com fino acabamento. “Esse negócio de “no osso” é um atraso de vida, gera discussão com os locatários sobre obras a realizar, e atrasa a locação em mais de 1 ano”, afirmou Cláudio Castro, que é também Diretor da Sergio Castro, além de orientar os investimentos imobiliários do grupo belga desde sua chegada ao Brasil.

O prédio conta, logicamente, com sprinklers e toda a tecnologia necessária para um eficiente combate a incêndios. Suas duas escadas de escape foram construídas de acordo com as mais modernas técnicas, e infelizmente, todos sabemos, as regras dos bombeiros não são muito respeitadas em grande parte dos edifícios comerciais do Centro.

O edifício tem 11 andares com área construída entre 380 e 434m2, sendo que a área total construída disponível para locação é de 4.259m2. Os andares podem ser locados a várias empresas, sendo que o edifício está também preparado para, com galhardia, ser um prédio uniempresarial, pois o décimo andar está configurado como um moderno auditório, e os demais andares acham-se divididos em vão livre, com carpete Beaulieu do Brasil de alto tráfego. É perfeito para Entidades de Educação ou Sede de Empresas.

O prédio conta com segurança, acesso, ar condicionado e elétrica totalmente automatizados, a partir de uma sala de controle de onde também se gerencia tudo da aparelhagem de ar condicionado. Conta também com sonorização ambiente, inclusive nos elevadores. Também conta com Gerador de Energia de última geração, para garantir alimentação ininterrupta às empresas que escolherem o Palácio Vigia como sua nova sede.

A recuperação do mercado de escritórios já começa a se ensaiar, e a VABRAD afirma querer ter o prédio já absolutamente pronto nas próximas semanas.

3 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui