Primeira Página do Primeiro Diário do Rio Muito antes de ser um blog ou de eu ter a idéia de criar um blog, antes mesmo de meu bisavô pretender conhecer minha bisavó, já havia um Diário do Rio de Janeiro.

De acordo com a Wikipedia, o Diário do Rio de Janeiro foi o primeiro jornal diário publicado no país, tendo sua primeira edição saído no dia 1o de junho de 1821, pouco antes da Independência do Brasil (a imagem ao lado é da primeira página da primeira edição).

Uma das inovações do Diário do Rio de Janeiro era trazer anúncios, como diz o site do COFECI

na sessão de classificados do Diário do Rio de Janeiro, bem como outros periódicos posteriores, eram anunciados todo tipo de coisas, desde a perda de escravos, a venda de tecidos, esporas, secos e molhados, até produtos medicinais. No dia 6 de junho de 1821 foram publicados os primeiros anúncios de aluguel, um deles era feito por uma loja de louças, marcando a presença dos comerciantes no mercado imobiliário.

Os editores do Diário do Rio foram Zeferino Vito de Meireles e Antonio Maria Jaurdam, e foi necessário obeter uma licença do governo para abrir uma tipografia própria para a sua impressão: a Tipografia do Diário.

Pode-se dizer que o Diário do Rio de Janeiro era um jornal coletivo, já que Vito de Meireles usava diversas caixinhas coletoras de notícias espalhadas pela cidade. Qualquer pessoa podia ali colocar um notícia ou escrever um artigo. As 4 horas da tarde as notícias eram recolhidas. (fonte: http://pt.muestrarios.org/b/10desetembrodiadaimprensa.html)

O jornal circulou até 1878.

Abaixo propaganda  veiculada na edição de 4 de Junho de 1821 no Diário do Rio de Janeiro. Imagem retirada do site do COFECI. Detalhe para venda de escravos.

Propaganda no Diário do Rio

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui