Ator Orlando Drummond, de 101 anos, sendo vacinado contra Covid-19 no Rio - Foto: Reprodução/CNN

Em meio ao caos pandêmico que (ainda) estamos vivendo, uma notícia animadora para o Rio de Janeiro. Entre os meses de janeiro e fevereiro, a cidade registrou uma redução de 34% nos óbitos ocasionados por Covid-19 em pessoas com 90 anos ou mais. Além disso, houve também diminuição de 30% na quantidade de internações dessa mesma faixa etária na rede de saúde da capital fluminense neste mesmo período.

”A gente levantou todos os pacientes com saída por óbito na nossa plataforma. Identificamos 53 óbitos em janeiro e 35 em fevereiro, uma redução de 34%, nessa faixa de 90 a 99 anos”, disse o subsecretário-geral de Saúde do Rio, José Carlos Prado Júnior

Já segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, isso é um reflexo muito claro do processo de vacinação, iniciado oficialmente na cidade em ato simbólico realizado no Cristo Redentor no dia 18/01 e, para este referido público-alvo, em 01/02. Ele também fez questão de ressaltar que, neste mês de março, durante 4 dias não houve nenhuma internação de idosos dessa faixa etária.

Ainda de acordo com Soranz, 82% das internações ocorridas na capital fluminense são de pessoas com mais de 60 anos. Por isso, o secretário garante que a Prefeitura manterá o objetivo pré-estabelecido inicialmente, isto é, de imunizar todas as pessoas idosas antes de avançar o processo para os demais grupos prioritários.

”Essa vacina reduz quase 100% dos óbitos e as internações em 85%”, disse Daniel Soranz.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui