Avenida Brasil - Foto: Reprodução/ TV Globo

Boa notícia para a população carioca que utiliza diariamente a Avenida Brasil. A Prefeitura do Rio de Janeiro oficializou nesta terça-feira (24), via Diário Oficial do Município, que retomará as obras do corredor Transbrasil.

Segundo a publicação, serão aportados inicialmente R$ 9 milhões na retomada dos trabalhos. Essa quantia será utilizada para recapear as pistas e construir as estações do BRT, meio de transporte que será utilizado na via.

O prefeito Eduardo Paes e o secretário de Infraestrutura, Jorge Arraes, anunciaram nesta terça-feira (24/08) a retomada das obras do BRT Transbrasil. Ao todo, as intervenções contemplam 26 km de vias e outra novidade será a expansão do VLT até São Cristóvão, onde será construído o Terminal Intermodal Gentileza.

No Terminal Gentileza, os passageiros poderão pegar ônibus alimentadores para diversas regiões da cidade e o VLT para circular no Centro do Rio e chegar à Central do Brasil, Praça XV e Aeroporto Santos Dumont. O BRT Transbrasil tem demanda estimada em 150 mil pessoas, podendo chegar a 250 mil pessoas transportadas diariamente.

“Vamos concluir agora essa obra que é muito impactante para a cidade. A quantidade de ônibus que chega da Baixada Fluminense ao Centro do Rio é uma loucura. A gente precisa integrar tudo nos terminais do BRT. O trabalhador não precisa pagar outra passagem, chega aqui com conforto, integra com o VLT e vai trabalhar. Temos três corredores já implantados. Agora é terminar essa obra e colocar para funcionar“, afirmou o prefeito Eduardo Paes.

Vale lembrar as obras do BRT Transbrasil tiveram início em 2014, no segundo mandato de Eduardo Paes (PSD), com projeção do corredor ser utilizado pela população a partir de 2017. No entanto, as obras nunca foram concluídas, inclusive com Paes retornando ao cargo em 2021 sem isso ter acontecido.

Um dos objetivos do Corredor Transbrasil é desafogar o intenso trânsito da Avenida Brasil, isto é, tentar fazer com que as pessoas que se deslocam diariamente até a região central do Rio de Janeiro, ao invés de utilizarem seus respectivos carros para tal, usem o BRT.

Nos últimos anos, o sistema BRT foi bastante afetado no Rio por meio de atos de vandalismo, violência e calotes, além da superlotação dos ônibus.

Com a Transbrasil, a Prefeitura almeja ampliar o número de ônibus da frota. Ao todo, o Poder Executivo municipal deve investir cerca de R$ 133 milhões no BRT.

Avenida Brasil

Com 58 quilômetros de extensão, a via, uma das mais movimentadas da cidade, liga a Zona Oeste do Rio (Santa Cruz) à Zona Portuária (Caju).

3 COMENTÁRIOS

  1. É sempre assim: chega perto de eleição, ‘vamos retomar obra do BRT Transbrasil’. Será assim em 2022, 2024, 2026…

    Ah, os caloteiros e quebradores de porta das estações também deram like.

  2. Desperdício criminoso de dinheiro público. Não se precisa ser especialista em transportes públicos urbanos para se saber que BRTs são inócuos para metrópoles, como o Rio de Janeiro, com mais de dois milhões de habitantes, nossa cidade tem 7 milhões de pessoas e mais três milhões nas cidades do entorno (região metropolitana), o que faz desse sistema o caos sobre rodas. Por que insistir ou persistir nesse erro?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui